Competência midiática e cultura de fãs

análise do Twittertainment na social TV brasileira

Palavras-chave: Competência midiática, fãs, Twittertainment, telenovela, social TV

Resumo

As fan fictions estimulam o entendimento crítico do fã, uma vez que as histórias propiciam a leitura crítica e criativa dos universos ficcionais, conforme discute Jenkins (2012). A partir deste contexto, o artigo reflete sobre o diálogo entre a competência midiática e o Twittertainment na social TV brasileira. Esta categoria de fan fiction, que é produzida pelos telespectadores interagentes ávidos de maneira síncrona à exibição da programação, imbrica dois desdobramentos da competência midiática, o Twitter literacy e o remix literacy. Para isso, são analisados os perfis criados no Twitter pelos fãs das telenovelas da Rede Globo, cujos conteúdos remixam distintos contextos e linguagens, propagam o universo ficcional e atualizam discussões sobre questões sociais e políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiana Sigiliano, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutoranda e mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Membro do grupo do Grupo de Pesquisa em Comunicação, Arte e Literacia Midiática da UFJF e pesquisadora do Observatório da Qualidade no Audiovisual.

Gabriela Borges, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professora e vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFJF. Coordenadora do Observatório da Qualidade no Audiovisual e integrante da Rede Euroamericana de Alfabetização Midiática, sendo coordenadora da equipe brasileira.

Referências

BLACK, R. Access and Affiliation:T he New Literacy Practices of English Language Learners in an Online Anime-based Fanfiction Community. Trabalho apresentando na National Conference of Teachers of English Assembly for Research, Berkeley, CA, 2004.

BORGES, G. A literacia midiática no campo da comunicação. In Aula Magna, Universidade Federal Fluminense, Niterói. Programa de Pós Graduação em Mídia e Cotidiano, 2018.

______. et al Fãs de Liberdade, Liberdade: curadoria e remixagem na social TV. Em: VASSALLO DE LOPES, M. I. (Ed.). Por uma teoria de fãs da ficção televisiva brasileira II: práticas de fãs no ambiente da cultura participativa (p). Porto Alegre: Sulina, 2017, p.93-135.

FERRÉS, J.; PISCITELLI, A. Competência midiática: proposta articulada de dimensões e indicadores. In Lumina, n.9 , n.1, p. 1-16, 2015. Disponível em: < https://lumina.ufjf.emnuvens.com.br/lumina/article/view/436>. Acesso em: 26 jun. 2018.

GALLUCCI, G. Featured Case: Mad Men Case Study. In TREADAWAY C.; SMITH, M (Org.), Facebook Marketing. Indiana: Wiley Publishing, 2010, p. 12-38.

GREENHOW, C.; GLEASON, B. Twitteracy: Tweeting as a New Literacy Practice. In The Educational Forum, v. 76 n.4, p. 464-478, 2012. Disponível em: < https://bit.ly/2N0Mav1>. Acesso em: 26 jun. 2018.

HERRERO-DIZ, P. et al. Estudio de las competencias digitales en el espectador fan español. In Palabra Clave, v. 20, n.4, p.17-947, 2017. Disponível em: < http://palabraclave.unisabana.edu.co/index.php/palabraclave/article/view/917>. Acesso em: 26 jun. 2018.

HIRSJÄRVI,I. Alfabetización mediática, fandom y culturas participativas - Un desafío global. In Anàlisi Monogràfic, v.12, p. 37-48, 2013. Disponível em: < https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=4494059>. Acesso em: 26 jun. 2018.

JAMISON, A. Fic - Por que a fanfiction está dominando o mundo. São Paulo: Rocco, 2017.

JENKINS, H.. Lendo criticamente e lendo criativamente. In Matrizes, v.9, n. 1, p. 11-24, 2012. Disponível em: < https://www.revistas.usp.br/matrizes/article/download/48047/51801>. Acesso em: 26 jun. 2018.

_______. Invasores do Texto - Fãs e cultura participativa. Rio de Janeiro: Marsupial Editora, 2015.

______.; et al. Cultura da Conexão - Criando Valor e Significado por Meio da Mídia Propagável. São Paulo: Aleph, 2014.

LEMOS, André. Ciber-Cultura-Remix. In Seminário Sentidos e Processos, Online, 2005. Disponível em: <http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/andrelemos/remix.pdf>. Acesso em: 26 jun. 2018.

LIVINGSTONE, S. What is media literacy?. In Intermedia, v. 32, n. 3, p. 18-20, 2004. Disponível em: < http://eprints.lse.ac.uk/1027/1/What_is_media_literacy_(LSERO).pdf>. Acesso em: 26 jun. 2018.

MIHAILIDIS, P. Media literacy and the emerging citizen: Youth, engagement and participation in digital culture. Nueva York: Peter Lang, 2014.

POTTER, J. The State of Media Literacy. In Journal of Broadcasting & Electronic Media. v.54, n.4, p. 675-696, 2010. Disponível em: < https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/08838151.2011.521462>. Acesso em: 26 jun. 2018.

PROULX, M.; SHEPATIN S. Social TV – How marketers can reach and engage audiences by connecting television to the web, social media, and mobile. New Jersey: John Wiley& Sons Inc, 2012.

ROSENBAUM, J. E. et al. Mapping Media Literacy: Key concepts and future directions. In Journal Annals of the International Communication Association, v. 32, p. 313-353, 2016. Disponível em: < https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/23808985.2008.11679081>. Acesso em: 26 jun. 2018.

SCOLARI, C. A. Transmedia Literacy: Informal Learning Strategies And Media Skills in the New Ecology of Communication. In Revista Telos, v.103, p. 1-9, 2016. Disponível em: < https://repositori.upf.edu/handle/10230/27788>. Acesso em: 26 jun. 2018.

SIGILIANO, D; BORGES, G. Competência Midiática: o ativismo dos fãs de The Handmaid's Tale. In Comunicação & Inovação, v. 19, n. 40, 2018 (no prelo)

______. O diálogo entre a complexidade narrativa e a social TV no projeto XFRewatch da série The X-Files. XXV Encontro Anual da Compós, 2016. Goiânia. Anais eletrônicos, Universidade Federal de Goiás, p.1-16. Disponível em: < https://goo.gl/gcbWc6> . Acesso em: 26 jun. 2018.

STEDMAN, K. Remix Literacy and Fan Compositions. In Computers and Composition, v.29, n.2, p. 107-123, 2012. Disponível em: < https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S8755461512000187>. Acesso em: 26 jun. 2018.

THOMAS, A. Blurring and Breaking through the Boundaries of Narrative, Literacy, and Identity in Adolescent Fan Fiction. In. MICHELE, K & COLIN, L (Eds). A new literacies sampler. Nova York: Peter Lang Publishing, 2017, p. 137-166.

TOFFLER, A. A terceira onda. Rio de Janeiro: Record, 2001

Publicado
2019-12-12
Como Citar
SIGILIANO, D.; BORGES, G. Competência midiática e cultura de fãs. RuMoRes, v. 13, n. 26, p. 254-273, 12 dez. 2019.
Seção
Artigos