Sobre paisagens conhecidas e corpos anônimos

memórias fotográficas do fluxo migratório no Mediterrâneo

  • Ana Carolina Lima Santos Universidade Federal de Ouro Preto
  • Rafael Tassi Teixeira Universidade Tuiuti do Paraná
Palavras-chave: Fotografia, memória, crise migratória.

Resumo

Nos últimos trinta anos, uma série de fotografias jornalísticas que retrata o drama de africanos e médio-orientais tentando (e quase sempre fracassando em) cruzar o Mediterrâneo tem produzido memórias sobre a questão migratória. Este artigo parte da análise de algumas dessas imagens a fim de discutir de que modo a construção memorialística, conformada a partir de certa política do testemunho, pode ser capaz de entrelaçar dever de memória e dever civil de ação. Trabalha-se com imagens que estabelecem relação entre as paisagens conhecidas (do mar e da praia) e os corpos anônimos (de imigrantes cujas identidades e trajetórias permanecem indefinidas) que parecem desestabilizá-las, uma relação marcada pela noção de fronteira – a qual, ao mesmo tempo que serve para separar, abre uma possibilidade de unir o familiar e o estranho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Lima Santos, Universidade Federal de Ouro Preto

Professora do curso de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Ouro Preto. Doutora em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais e mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia.

Rafael Tassi Teixeira, Universidade Tuiuti do Paraná

Professor e vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens da Universidade
Tuiuti do Paraná. Doutor em Sociologia e mestre em Antropologia pela Universidad Complutense de Madrid.

Referências

AZOULAY, Ariella. The civil contract of photography. New York: Zone Books, 2008.

BAULUZ, Javier. “Aquella tarde en la playa de Zahara de los Atunes”. In: Magazine, 2 mar. 2003. Disponível em: http://hemeroteca.lavanguardia.com/edition.html?edition=Mafazine& &bd=02&bm=03&by=2003&ed=02&em=03&ey=2003. Acesso em 17 dez. 2017.

CANDAU, Joël. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2016.

CHOULIARAKI, Lilie; TIJANA, Stolic. “Rethinking media responsibility in the refugee ‘crises’: a visual typology of European news”. In: Media, Culture & Society, v. 39, 2017. Disponível em http://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0163443717726163. Acesso em 10 dez. 2017.

COMOLLI, Jean-Louis. “A última dança: como ser espectador de Memory of the Camps”. In: Devires, v. 3, n. 1, jan./dez. 2006. Disponível em http://fafich.ufmg.br/devires/index.php/ Devires/article/view/261. Acesso em 19 dez. 2017.

DE DUVE, Thierry. “A arte diante do mal radical”. In: Ars, v. 7, n. 13, 2009. Disponível em http://www.revistas.usp.br/ars/article/view/3062. Acesso em 19 dez. 2017.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Imágenes pese a todo: memoria visual del Holocausto. Barcelona: Paidós, 2004.

HUYSSEN, Andreas. Culturas do passado-presente: modernismos, artes visuais, políticas da memória. Rio de Janeiro: Contraponto/Museu de Arte do Rio, 2014.

LISSOVSKY, Mauricio. Pausas do destino: teoria, arte e história da fotografia. Rio de Janeiro: Mauad, 2014.

MEZZADRA, Sandro. “Multiplicação das fronteiras e práticas de mobilidades”. In: REMHU - Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana, n. 44, jan./jun. 2015. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1980-85852015000100011&lng= en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em 22 dez. 2017.

MITCHELL, William John Thomas. Landscape and power. Chicago: University of Chicago Press, 2002.

MITCHELL, William John Thomas. “Response to Griselda Pollock: ethics, aesthetics, and trauma photography”. In: COSTELLO, Diarmuid; WILLSDON, Dominic (org). The life and death of images: ethics and aesthetics. London, Tate Publishing, 2008.

NAIR, Sami. Y vendrán… las migraciones en tiempos hostiles. Barcelona: Bronce, 2007.

NASH, Mary. Inmigrantes en nuestro espejo: inmigración y discurso periodístico en la prensa española. Barcelona: Icaria Antrazyt, 2005.

SALERNO, Daniele. “Memory and migrations in the Mediterranean: the case of the Kater I Rades”. In: MANNIK, Lynda (org.). Migration by boat: discourses of trauma, exclusion and survival. London: Hb Published, 2016.

SCHAMA, Simon. Paisagem e memória. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

SONTAG, Susan. Diante da dor dos outros. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

SONTAG, Susan. Sobre a fotografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

TRAMONTANA, Felicita. “The conversation: migrants have crossed the mediterranean for centuries but they used to head from north to south”. In: The Conversation, v. 2, n. 1, jun. 2018. Disponível em https://theconversation.com/migrants-have-crossed-the-mediterranean-for-centuries-but-they-used-to-head-from-north-to-south-97287. Acesso em 9 jul. 2018.

VAN DIJK, Teun. “El racismo y la prensa en España”. In: BAÑÓN, Antonio. Discurso periodístico y procesos migratorios. San Sebastián: Gak@a, 2007.

Publicado
2019-06-13
Como Citar
SANTOS, A. C.; TEIXEIRA, R. Sobre paisagens conhecidas e corpos anônimos. Rumores, v. 13, n. 25, p. 192-219, 13 jun. 2019.
Seção
Artigos