Karl Marx - 200 anos

a atualidade de sua práxis jornalística

  • Rafael Bellan Rodrigues de Souza Universidade Federal do Espírito Santo
Palavras-chave: Marx, teoria do jornalismo, conhecimento

Resumo

Com a efeméride das comemorações de duzentos anos do nascimento de Karl Marx, o texto apresenta as quatro fases de sua trajetória enquanto jornalista e debate quais características desta práxis noticiosa podem ser relevantes para uma teoria da prática jornalística contemporânea. Na dialética da continuidade/descontinuidade, este percurso históricobiográfico desenha o perfil do jornalista Marx e revela fatores desta produção que podem ser “repetidos” pelos jornalistas atuais, entre eles, o jornalismo como um mapeamento do território em que as ações humanas podem se objetificar e a fidelidade à exatidão dos acontecimentos, vistos em sua concretude.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Bellan Rodrigues de Souza, Universidade Federal do Espírito Santo

Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades e do Departamento de Comunicação da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Referências

BARSOTTI, P. Marx e Engels: crise econômica e revolução social (1844-1857). Revista Lutas Sociais, São Paulo, n. 23, p. 114-128, 2009.

BENSAÏD, D. Marx: manual de instruções. São Paulo: Boitempo, 2013.

BENSAÏD, D. Os despossuídos: Karl Marx, os ladrões de madeira e o direito dos pobres. In: MARX, K. Os despossuídos: debates sobre a lei referente ao furto de madeira. São Paulo: Boitempo, 2017. p. 11-73.

DARDOT, P.; LAVAL, C. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

DOWNING, J. D. H. Mídia radical: rebeldia nas comunicações e movimentos sociais. São Paulo: Editora Senac, 2002.

EAGLETON, T. Marx estava certo. Rio de janeiro: Nova Fronteira, 2012.

FREDERICO, C.; TEIXEIRA, F. Marx no século XXI. São Paulo: Cortez, 2008.

FUCHS, C. Em direção a uma problemática marxista de estudos sobre a internet. Crítica Marxista, Campinas, n. 43, p. 67-93, 2016.

FUCHS, C.; MOSCO, V. Marx is back: the importance of Marxist theory and research for critical communication studies today. Triple C, Londres, v. 10, n. 2, p. 127-140, 2012.

GENRO FILHO, A. O segredo da pirâmide: para uma teoria marxista do jornalismo. Florianópolis: Editora Insular, 2012.

GROHMANN, R. Marx de volta? Na comunicação? Mídia e Cotidiano, Niterói, v. 4, n. 4, p. 213-231, 2014.

HABERMAS, J. Mudança estrutural da esfera pública: investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1987.

HEINRICH, M. Karl Marx e o nascimento da sociedade moderna. São Paulo: Boitempo, 2018.

LAGE, N. A reportagem: teoria e técnica de entrevista e pesquisa jornalística. Rio de Janeiro: Record, 2009.

LUKÁCS, G. O jovem Marx e outros escritos de filosofia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

LUKÁCS, G. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013.

MAIER, C.; SIMON, A. Marx: uma biografia em quadrinhos. São Paulo: Barricada, 2018.

MARX, K. A liberdade de Imprensa. Porto Alegre: LP&M, 2006.

MARX, K. 18 Brumário de Luís Bonaparte. São Paulo: Boitempo, 2011a.

MARX, K. Grundrisse. São Paulo: Boitempo, 2011b.

MARX, K. Os despossuídos: debates sobre a lei referente ao furto de madeira. São Paulo: Boitempo, 2017.

MEHRING, F. Karl Marx: a história de sua vida. São Paulo: Editora Sundermann, 2013.

MELO, J. M. Marxismo e comunicação: contribuições para revitalizar o pensamento crítico brasileiro. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 13-24, 2011.

MÉSZÁROS, I. Para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2002.

MORAES, D. Crítica da Mídia e Hegemonia Cultural. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016.

MORETZSOHN, S. Pensando contra os fatos: jornalismo e cotidiano − do senso comum ao senso crítico. Rio de Janeiro: Revan, 2007.

MOSCO, V. Economia Política da Comunicação: uma perspectiva laboral. Comunicação e Sociedade, Braga, v. 12, n. 1-2, p. 97-120, 1999.

MOSCO, V. Marx is back, but which one? On knowledge labour and media practice. Triple C, Londres, v. 10, n. 2, p. 570-576, 2012.

FUCHS, C.; MOSCO, V. Marx is back: the importance of Marxist theory and research for critical communication studies today. Triple C, Londres, v. 10, n. 2, p. 127-140, 2012.

PINO, M. E. Karl Marx, un periodista en la era del capital: apuntes para una investigación. Isegoría, Madrid, n. 50, p. 107-122, 2014.

PONTES, F. S. Adelmo Genro Filho e a Teoria do Jornalismo. Florianópolis: Insular, 2015.

RAMONET, I. A explosão do jornalismo: das mídias de massas à massa de mídias. São Paulo: Publisher Brasil, 2012.

SCHUDSON, M. Descobrindo a notícia: uma história social dos jornais nos Estados Unidos. Petrópolis: Vozes, 2010.

SOUZA, R. B. R. Ontologia do jornalismo: trabalho do conhecimento e práxis noticiosa em tempos de crise. E-Compós, Brasília, DF, v. 20, n. 3, p. 1-15, 2017.

ŽIŽEK, S. Às portas da revolução: escritos de Lenin de 1917. São Paulo: Boitempo, 2002.

ŽIŽEK, S. Lenin navegando em territórios desconhecidos. Margem Esquerda, São Paulo, n. 28, p. 90-100, 2017.

Publicado
2019-12-12
Como Citar
SOUZA, R. Karl Marx - 200 anos. RuMoRes, v. 13, n. 26, p. 414-434, 12 dez. 2019.
Seção
Artigos