Possibilidades políticas da crítica em perspectiva teórica

  • Gislene Silva Universidade Federal de Santa Catarina
  • Rosana de Lima Soares Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Crítica de mídia, crítica de televisão, teoria crítica, estudos culturais

Resumo

Este estudo discute possibilidades políticas da crítica em face de diferentes perspectivas teóricas, priorizando, neste momento, contribuições da teoria crítica e dos estudos culturais para se fazer a crítica de mídia. Trabalhamos com a necessidade de se privilegiar objetos concretos em circulação no ambiente midiático e de se considerar também os sistemas de produção e recepção em que as obras se inserem. O objetivo, ao levar em conta a diversidade de objetos midiáticos e a variedade de modos de se fazer a crítica de mídia, é debater a conexão entre as perspectivas da teoria crítica e dos estudos culturais no campo da crítica de mídia, especialmente em cenários fortemente marcados por embates políticos e ideológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gislene Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo e do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina, e doutora em Ciências Sociais/Antropologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Bolsista de produtividade em pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Rosana de Lima Soares, Universidade de São Paulo

Professora do Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais e do Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, e doutora em Ciências da Comunicação pela mesma instituição. Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq.

Referências

BANKS, J. Listening to Dr. Ruth: the new sexual primer. In: VANDE BERG, L. R.; WENNER, L. A. (org.). Television criticism: approaches and applications. Nova York: Longman, 1991. p. 425-441.

BRENEZ, N. A crítica como conceito, exigência e práxis. Tradução de: Luiz Soares Junior. Revista Cinética: Cinema e Crítica, [s. l.], 10 fev. 2014a. Em campo. Disponível em: http://bit.ly/2Plv3HQ. Acesso em: 29 set. 2019.

BRENEZ, N. Cada filme é um laboratório. [Entrevista cedida a] Raul Arthuso e Victor Guimarães. Revista Cinética: Cinema e Crítica, [s. l.], 10 fev. 2014b. Em campo. Disponível em: http://bit.ly/2ogZQug. Acesso em: 29 set. 2019.

BUXTON, R. A. The late-night talk show: humor in fringe television. In: VANDE BERG, L. R.; WENNER, L. A. (org.). Television criticism: approaches and applications. Nova York: Longman, 1991. p. 411-424.

FISKE, J. The discourses of TV quiz shows, or school + luck = success + sex. In: VANDE BERG, L. R.; WENNER, L. A. (org.). Television criticism: approaches and applications. Nova York: Longman, 1991. p. 445-462.

FRANÇA, V. V. Transformações e atualidade da teoria crítica. Rumores, São Paulo, v. 12, n. 23, p. 13-31, 2018. Disponível em: http://bit.ly/343ElMW. Acesso em: 25 out. 2019.

HALL, S. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2003.

HALL, S. Cultura e representação. Rio de Janeiro: Apicuri: Editora PUC-Rio, 2016.

SCHRAG, R. L. Sugar and spice and everything nice versus snakes and snails and puppy dogs’ tails: selling social stereotypes on Saturday morning television. In: VANDE BERG, L. R.; WENNER, L. A. (org.). Television criticism: approaches and applications. Nova York: Longman, 1991. p. 220-232.

SILVA, G.; SOARES, R. L. Para pensar a crítica de mídias. Revista Famecos, Porto Alegre, v. 20, n. 3, p. 820-839, 2013. Disponível em: http://bit.ly/2WfKpyU. Acesso em: 25 out. 2019.

SOARES, R. L.; SILVA, G. Lugares da crítica na cultura midiática. Comunicação, mídia e consumo, São Paulo, v. 13, n. 37, p. 9-28, 2016. Disponível em: http://bit.ly/346j1qa. Acesso em: 25 out. 2019.

VANDE BERG, L. R.; WENNER, L. A. (org.). Television criticism: approaches and applications. Nova York: Longman, 1991.

Publicado
2019-12-12
Como Citar
SILVA, G.; SOARES, R. Possibilidades políticas da crítica em perspectiva teórica. RuMoRes, v. 13, n. 26, p. 58-77, 12 dez. 2019.
Seção
Dossiê