Cinema, vídeo e videoclipe: relações e narrativas híbridas

  • Paula Faro Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).
Palavras-chave: Comunicação visual, cinema, hibridismo.

Resumo

A linguagem do vídeo vem exercendo enorme influência na linguagem cinematográfica, e a relação entre cinema e vídeo tem sido discutida amplamente por diversos autores. A partir dessas discussões, tais como as que Arlindo Machado propõe em Pré-cinemas e pós-cinemas (1997) e em A televisão levada a sério (2001), as de Philippe Dubois, em Cinema, vídeo, Godard (2004), e também as de Raymond Bellour, em Entreimagens (1997), o artigo verifica como a linguagem videográfica aproximou a linguagem do cinema à do videoclipe e vice-versa. Neste contexto, pretendemos analisar o encontro e as relações entre vídeo, videoclipe e cinema, além de identificar os elementos de confluência entre estas linguagens, contribuindo assim para o melhor entendimento dessa tendência contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Faro, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).
Publicado
2010-12-06
Como Citar
FARO, P. Cinema, vídeo e videoclipe: relações e narrativas híbridas. RuMoRes, v. 4, n. 8, 6 dez. 2010.
Seção
Artigos