Comunicar para educar: educomunicação e leitura na escola

  • Ivan Fortunato Universidade Estadual Paulista (UNESP).
  • Iracema Torquato Universidade Estadual Paulista (UNESP).
Palavras-chave: Educomunicação, semiótica, leitura, mídia, educação.

Resumo

Discute-se neste artigo a prática de leitura na escola pela educomunicação. Apresentando postura crítica frente ao papel reprodutivo da escola e do pensar dominante da mídia, propõe-se unir o lúdico ao artístico para a superação do discurso autoritário da escola. Pela semiologia de Peirce, propõem-se práticas que levam as crianças à leitura crítica dos livros paradidáticos e a desvendar as tramas da narrativa, evitando os famosos preenchimentos mecânicos de lacunas e/ou cópias de parágrafos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Fortunato, Universidade Estadual Paulista (UNESP).
Doutorando pelo IGCE-Unesp. Possui graduação em pedagogia pela Unesp/FCLAr (2005).
Iracema Torquato, Universidade Estadual Paulista (UNESP).
Doutora em Educação: Políticas Públicas e Administração da Educação Brasileira (Unesp), mestre em Comunicação Midiática (Unesp), coordenadora do Curso de Pedagogia das Faculdades Carlos Drummond de Andrade e João XXIII.
Publicado
2010-12-06
Como Citar
FORTUNATO, I.; TORQUATO, I. Comunicar para educar: educomunicação e leitura na escola. Rumores, v. 4, n. 8, 6 dez. 2010.
Seção
Artigos