Do letramento digital à biografia humana: os desafios e as oportunidades de comunicação com os maiores de 60 anos

  • Monica Martinez Universidade de Sorocaba (Uniso).
Palavras-chave: Jornalismo, mídia digital, narrativas, biografia humana, idosos

Resumo

Os brasileiros com mais de 60 anos somam 23,5 milhões, de um total de 195,2 milhões de habitantes (PNAD, 2012). Isso significa que existe hoje uma pessoa de 60 anos ou mais para cada duas com menos de 15. Um em cada quatro idosos reside em domicílios com rendimento mensal per capita inferior a 1 salário mínimo. Nesse cenário, a maioria é empobrecida, endividada, apresenta baixo índice de letramento (menos de quatro anos) e de inserção digital. Nota-se, também, uma lacuna de produtos midiáticos específicos, em particular jornalísticos, como revistas. Contudo, há métodos já estudados em comunicação, como o da biografia humana, que podem ser úteis na inserção midiática dos idosos, em particular no ambiente digital, permitindo a produção de narrativas que podem propiciar voz e visibilidade social, resgatando, na atualidade, seu senso de pertencimento e autoestima.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Monica Martinez, Universidade de Sorocaba (Uniso).
Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Tem pós-doutorado pela Universidade Metodista de São Paulo e estágio pós-doutoral pela Universidade do Texas. É docente e pesquisadora do Programa de Mestrado em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (Uniso). martinez.monica@uol.com.br.
Publicado
2014-08-09
Como Citar
MARTINEZ, M. Do letramento digital à biografia humana: os desafios e as oportunidades de comunicação com os maiores de 60 anos. RuMoRes, v. 8, n. 15, p. 171-190, 9 ago. 2014.
Seção
Artigos