Complicações intra-hospitalares em pacientes com lesão medular traumática aguda

  • Victor Figueiredo Leite Instituto de Medicina Física e Reabilitação, Hospital das Clinicas HCFMUSP
  • Daniel Rubio de Souza Instituto de Medicina Física e Reabilitação, Hospital das Clinicas HCFMUSP
  • Marta Imamura Instituto de Medicina Física e Reabilitação, Hospital das Clinicas HCFMUSP https://orcid.org/0000-0003-0355-9697
  • Linamara Rizzo Battistella Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo https://orcid.org/0000-0001-5275-0733

Resumo

Há poucos dados sobre complicações hospitalares em pacientes com LMT aguda. Objetivo: Reportar as características de complicações em pacientes com LMT em um grande centro de trauma. Método: Estudo transversal com 434 pacientes com LMT aguda de 2004 a 2014. Os desfechos foram a frequência e característica das complicações, o tempo de internação (TDI), e fatores associados com seu aumento. Resultados: Incidência de complicações foi 82,2%, sendo as mais frequentes: infecção do trato urinário (ITU)=64,4%, úlcera de pressão (UP)= 50,6% e pneumonia= 23,7%. Pneumonia, intubação, e ser submetido a qualquer cirurgia para UP foram independentemente associados com aumento do TDI. Conclusão: ITUs e UP foram as complicações mais prevalentes, e devem ser melhor estudadas para melhor atenção a LMT. As investigações sobre as complicações na lesão medular traumática devem ser mandatórias nos centros e unidades dedicadas ao tratamento da Lesão Medular.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-31
Como Citar
1.
Leite V, Souza D, Imamura M, Battistella L. Complicações intra-hospitalares em pacientes com lesão medular traumática aguda. Acta Fisiátr. [Internet]. 31mar.2018 [citado 23ago.2019];25(1):36-9. Available from: http://www.revistas.usp.br/actafisiatrica/article/view/158833
Seção
Artigo Original