Efeito do ferro (59Fe) e do zinco (65Zn) e da natureza de três tipos de solos na produção de matéria seca e na composição química do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) cv. carioca e na fixação de nitrogênio atmosférico por esta leguminosa

  • Allert R. Suhet Centro Nacional de Cerrados
  • André M. Louis Neptune USP; E.S.A. Luiz de Quejiroz; Centro de Energia Nuclear na Agricultura; Departamento de Solos, Geologia e Fertilizantes

Resumo

No presente trabalho, conduzido em casa de vegetação, procuramos estudar os efeitos dos micronutrientes ferro e zinco na produção de materia seca, composição química do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) e na fixação do nitrogênio atmosférico, em três solos, classificados como Terra Roxa Estruturada (TRE), Latossol Vermelho Escuro (LVE) e Podzólico Vermelho Amarelo (PVA). Procuramos também determinar os índices de aproveitamento destes micronutrientes pelo feijoeiro e sua distribuição na parte aérea e na raiz. O delineamento experimental foi um fatorial 3x7, sendo três solos e sete tratamentos por solo, com três repetições. Nos tratamentos, foram utilizados duas doses de ferro e duas doses de zinco em separado ou combinando as doses menores e maiores destes micronutrientes (Fe1Zn1, Fe2Zn2). As doses de ferro foram 1,5 e 3,0 ppm e as de zinco foram 2,5 e 5,0 ppm. Foram aplicados 7,5 µCi de 59Fe/kg de solo nos vasos correspondentes à dose menor de ferro e 5,0 e 10,0 µCi de 65Zn/kg de solo nos vasos correspondentes respectivamente à dose menor e maior de zinco. Todos os tratamentos receberam uma adubação básica. O comportamento do feijoeiro apresentou grande variação entre os três tipos de solos, para todas as variáveis. Não houve influência dos tratamentos de ferro e zinco na produção de parte aérea e raiz e nem no peso e numero dos nodulos. A dose de 3,0 ppm de ferro diminuiu a capacidade dos nódulos de fixarem nitrogênio atmosférico em relação à dose de 1,5 ppm enquanto que a dose de 5,0 ppm de zinco aumentou esta capacidade, em relação à dose de 2,5 ppm. Houve um efeito significativo dos tratamentos na concentração de nitrogênio, potássio, ferro e zinco na parte aérea e na concentração de nitrogênio, e zinco na raiz. A absorção de zinco dos fertilizantes e a percentagem do zinco na planta proveniente do adubo foram influenciadas diretamente pelas doses de zinco. O maior coeficiente de aproveitamento do zinco do adubo foi de 4,0%.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1979-01-01
Como Citar
Suhet, A., & Neptune, A. (1979). Efeito do ferro (59Fe) e do zinco (65Zn) e da natureza de três tipos de solos na produção de matéria seca e na composição química do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) cv. carioca e na fixação de nitrogênio atmosférico por esta leguminosa . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 36, 1-42. https://doi.org/10.1590/S0071-12761979000100001
Seção
nd1800765093