Ação de fitoreguladores no desenvolvimento da soja cultivar Davis

  • Paulo R.C. Castro USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Departamento de Botânica
  • Natal A. Vello USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Departamento de Genética

Resumo

Determinou-se em condições de casa de vegetação o efeito de fitoreguladores no desenvolvimento da soja (Glycine max cv. Davis). Aplicou-se através de pulverização o ácido 2,3,5-triiodobenzoico (T1BA) na concentração de 20 ppm, três vezes, com quatro dias de intervalo a partir do início da florescência. Antes da florescência aplicou - se Agrostemin (1 g/10 ml/3 l), ácido giberélico (GA) 100 ppm e cloreto (2-cloroeti1) trimetilamônio (CCC) 2.000 ppm, além do controle. Plantas de soja tratadas com GA apresentaram maior altura em relação ao controle, sendo que o CCC tendeu a reduzir a altura das plantas. Os fitoreguladores não afetaram o número de folhas, meritalos e hastes da soja 'Davis'.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1981-01-01
Como Citar
Castro, P., & Vello, N. (1981). Ação de fitoreguladores no desenvolvimento da soja cultivar Davis . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 38(1), 269-280. https://doi.org/10.1590/S0071-12761981000100021
Seção
nd1351359014