A determinação da água livre em fertilizantes

  • J.C. Alcarde ESALQ
  • R.A. Catani ESALQ
  • P.R. Furlani ESALQ

Resumo

O presente trabalho relata os dados obtidos sôbre a perda de pêso de diversos fertilizantes simples e misturas de fertilizantes, quando submetidos a dois métodos de determinação da água livre: o método baseado no uso de estufa comum, na faixa térmica de 100-105°C (método clássico), e o método da estufa a vácuo, que usa temperatura de 50°C, associada a baixa pressão (20 polegadas de mercúrio de vácuo). Os resultados obtidos pelo método clássico foram mais elevados que os determinados através do método da estufa a vácuo, tanto para os fertilizantes simples como para as misturas. Nos fertilizantes simples a diferença entre os resultados dos dois métodos foi mais acentuada nos materiais que possuiam componentes hidratados. Nas misturas, as maiores diferenças ocorreram naquelas que continham uréia em sua composição.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1966-12-31
Como Citar
Alcarde, J., Catani, R., & Furlani, P. (1966). A determinação da água livre em fertilizantes . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 24, 239-245. https://doi.org/10.1590/S0071-12761967000100022
Seção
naodefinida