Variação da composição de aminoácidos em caules e raízes de algodoeiro (Gossypium hirsutum L.) de acôrdo com a suscetibilidade aFusarium oxysporwn f. vasinfectum (Atk.) SNYD e HANS

  • Ednei de Conti ESALQ
  • E. Balmer ESALQ
  • J.D.P. Arzolla ESALQ

Resumo

Os resultados do estudo da variação na composição dos aminoácidos em caules e raízes de plantas de algodoeiro resistentes e suscetíveis a Fusarium oxysporum f. vasinfectum, revelaram maiores diferenças nos caules, quando comparados com aquêles obtidos para raízes. No estágio cotiledonar, tanto para plantas inoculadas como n]ao inoculadas, os caules de plantas da variedade suscetível apresentaram maior teor de aminoácidos, quando comparados com aquêles de plantas resistentes. Os caules das plantas suscetíveis em estágio de 3a 4 fôlhas verdadeiras, quando inoculadas, apresentaram maior teor de aminoácidos, quando comparadas com aquêles de plantas resistentes inoculadas com a mesma idade. Porém, para o caso de plantas não inoculadas, o teor de aminoácidos das plantas suscetíveis era ligeiramente inferior que o observado para as plantas resistentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1966-12-31
Como Citar
Conti, E., Balmer, E., & Arzolla, J. (1966). Variação da composição de aminoácidos em caules e raízes de algodoeiro (Gossypium hirsutum L.) de acôrdo com a suscetibilidade aFusarium oxysporwn f. vasinfectum (Atk.) SNYD e HANS . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 24, 387-395. https://doi.org/10.1590/S0071-12761967000100036
Seção
naodefinida