Doses letais de radiações gama do 60Co para sementes de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), variedades Rosinha e Roxinho

  • Julio Marcos Filho USP; ESALQ; Dept.º de Agricultura e Horticultura
  • Fernando Del Porto Santos Química Industrial Brasileira S.A.
  • Humberto de Campos USP; ESALQ; Dept.º de Matemática e Estatística

Resumo

O conhecimento das doses letais de radiações gama para sementes de plantas cultivadas assume grande importância quando se pesquisa a melhoria de suas qualidades através do emprego de radiações ionizantes. Sementes de feijoeiro, das variedades Roxinho e Rosinha foram submetidas a diferentes doses de radiações gama do 60Co, a saber; 0,0, 6,0 krad, 12,0 krad, 24,0 krad, 36,0 krad e 48.0 krad. Após as irradiações foram colocadas a germinar, em camara de germinação, a intervalos quinzenais, a partir da data da irradiação, durante quatro meses. As contagens foram realizadas no quinto dia após a instalação de cada um dos testes, computando-se a porcentagem de plântulas normais. A análise dos dados e a interpretação dos resultados permitiram que se chegasse à conclusão de que o poder germinativo das sementes das duas variedades decresce com o aumento da dose de irradiação. Para a obtenção de boa conservação de sementes dessas variedades em condições normais de ambiente, é desaconselhável o emprego de doses iguais ou superiores a 12,0 krad que prejudicam sensivelmente o poder germinativo. As doses de 36,0 krad e 48,0 krad reduzem a germinação a zero.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1972-01-01
Como Citar
Marcos Filho, J., Santos, F., & Campos, H. (1972). Doses letais de radiações gama do 60Co para sementes de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), variedades Rosinha e Roxinho . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 29, 169-189. https://doi.org/10.1590/S0071-12761972000100013
Seção
naodefinida