Mineralogia de solos das séries Anhumas, Cruz Alta e Ibitiruna

  • Arary Marconi ESALQ; Departamento de Solos e Geologia

Resumo

No presente trabalho, estudam-se granulometria, composição mineralógica e arredondamento das séries de solos Anhumas, Cruz Alta e Ibitiruna, no município de Piracicaba, SP, nas frações areia fina (250 a 105 e areia muito fina (105 a 53 m). O material constituinte desses solos é bem selecionado, predominando as frações areia e areia muito fina, em quantidade superior a 70% dos perfis. A composição mineralógica mostra a presença de minerais estáveis, turmalina, magnetita, ilmenita, estaurolita e zicornita, com ocorrência ainda de rutilo, na areia muito fina. O arredondamento é alto, exibindo os perfis grânulos arredondados, que devem ter participação de mais de um ciclo de sedimentação. Os resultados obtidos permitem concluir que as três séries são constituídas de material de mesma origem, bem selecionado e de elevada maturidade, sendo impossível a caracterização individual de cada série, através dos estudos realizados. É possível concluir, também, que o arenito Botucatu é a rocha de origem desses solos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1973-01-01
Como Citar
Marconi, A. (1973). Mineralogia de solos das séries Anhumas, Cruz Alta e Ibitiruna . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 30, 185-202. https://doi.org/10.1590/S0071-12761973000100013
Seção
naodefinida