Nutrição mineral de hortaliças. XXIII. Influência do cálcio no desenvolvimento do tomateiro, variedade santa cruz, linhagem Kada e Samano

  • A. R. Dechem USP; Departamento de Química, B. S. a. Luiz de Queiroz
  • G. D. de Oliveira USP; Departamento de Química, B. S. a. Luiz de Queiroz
  • H. P. Haag USP; Departamento de Química, B. S. a. Luiz de Queiroz

Resumo

No sentido de aquilatar, o efeito dos níveis 0, 50, 100, 200 e 400 ppm de cálcio na solução nutritiva, sobre o desenvolvimento; obtenção do quadro sintomatológico da carência de cálcio; níveis adequados de cálcio; sementes de tomates Santa Cruz, linhagens Samano e Kada foram semeadas em substrato de silica. Plântulas foram submetidas a solução nutritiva completa, acrescida de níveis de cálcio supra citados, por um período de 90 dias. Após este período, dados de altura, peso da matéria verde e seca, número total de frutos foram coletados. A primeira folha e os frutos foram analisados para cálcio. Observa-se um efeito positivo dos níveis de cálcio sobre o desenvolvimento de ambas as linhagens. O não aparecimento da podridão estilar está condicionado ao nível de 3,11-3,25% de cálcio na primeira folha, aos 90 dias. a linhagem Kada possue maior capacidade nutritiva é de 400 ppm para a linhagem Samano sendo indeterminado para a linhagem Kada.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1973-01-01
Como Citar
Dechem, A., Oliveira, G., & Haag, H. (1973). Nutrição mineral de hortaliças. XXIII. Influência do cálcio no desenvolvimento do tomateiro, variedade santa cruz, linhagem Kada e Samano . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 30, 305-315. https://doi.org/10.1590/S0071-12761973000100023
Seção
naodefinida