Influência do tamanho sobre a conservação, germinação e vigor de sementes de soja (Glycine max (L.) Merr.)

  • Rodolfo Godoy Ministério da Agricultura
  • Jairo T. M. Abrahão USP; ESALQ; Departamento de Agricultura e Horticultura
  • Julio Marcos Filho USP; ESALQ; Departamento de Agricultura e Horticultura
  • Cláudio Bragantini Ministério da Agricultura

Resumo

O presente trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Sementes do Departamento de Agricultura e Horticultura da E. S. A. «LUIZ DE QUEIROZ», constando de testes de germinação e de vigor (envelhecimento prococe) realizados em seis épocas bimestrais, com sementes de três cultivares de soja (Santa Rosa, IAC-2 e Viçoja), de três tamanhos (Peneira 17-grandes, Peneira 16-médias e Peneira 15 pequenas), conservadas em dois ambientes diferentes: em câmara seca e em ambiente não controlado. A análise dos dados obtidos permitiu conclusões como: a germinação variou entre cultivares e foi diretamente proporcional ao tamanho das sementes; houve decréscimo da germinação no decorrer do período considerado, sendo mais acentuado para sementes pequenas; o vigor foi maior para sementes pequenas; as sementes conservadas em câmara seca superaram as demais em todas as circunstâncias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1974-01-01
Como Citar
Godoy, R., Abrahão, J., Marcos Filho, J., & Bragantini, C. (1974). Influência do tamanho sobre a conservação, germinação e vigor de sementes de soja (Glycine max (L.) Merr.) . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 31, 187-206. https://doi.org/10.1590/S0071-12761974000100013
Seção
naodefinida