Nutrição mineral das plantas ornamentais: III. absorção de nutrientes pela rainha Margarida (Callestephus chinensis)

  • H. P. Haag USP; E. S. A. Luiz de Queiroz; Dep. de Química
  • G. D. de Oliveira Colégio Agrícola de São Manuel
  • S. Watanabe Fac. Med. Vet. e Agr. de Jaboticabal; Dep. de Fitotecnia
  • P. D. Fernandes Fac. Med. Vet. e Agr. de Jaboticabal; Dep. de Fitotecnia

Resumo

No sentido de aquilatar a extração dos macro e micronutrientes, com exceção do Cl e Mo, aliada ao crescimento da planta, amostragens de rainha margarida (Callestephus chinensis) foram executadas aos 0, 18, 34, 46, 59 e 77 dias após o transplante. As plantas foram divididas em raiz, caule, folhas, botões florais, flores analisadas para N, R, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn e Zn. Observou-se que o crescimento da rainha margarida é contínuo, acentuando-se após os 59 dias de transplante. O teor porcentual dos nutrientes aos 34-46 dias, na matéria seca, oscilou em torno de 4,09% - 4,40% para N; 0,44% - 0,46% para P; 1,65% - 3,19% para K; 1,01% - 1,10% para Ca; 0,34% - 0,45% para Mg; 0,42% - 0,43% para S. Para os micronutrientes os valores encontrados, na mesma época, foram em ppm: B - 23-36; Cu - 18-20; Fe - 105-150; Mn - 115-135; Zn - 64-111. Uma planta de rainha-margarida aos 77 dias contem: 2.049,9 mg de N; 212,5 mg de P; 2.496,6 mg de K; 915,7 mg de Ca; 356,6 mg de Mg; 159,1 mg de S; 2.140 ug de B; 3.070 ug de Cu; 17.142 ug de Fe; 6.946 ug de Mn; 3.931 ug de Zn.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1974-01-01
Como Citar
Haag, H., Oliveira, G., Watanabe, S., & Fernandes, P. (1974). Nutrição mineral das plantas ornamentais: III. absorção de nutrientes pela rainha Margarida (Callestephus chinensis) . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 31, 323-332. https://doi.org/10.1590/S0071-12761974000100025
Seção
naodefinida