Acumulação diferencial de nutrientes por cinco cultivares de milho (Zea mays L.): III - diagnose foliar

  • A.G. de Andrade Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • H.P. Haag USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Depto. de Química
  • G.D.de Oliveira USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Depto. de Química
  • J.R. Sarruge USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Depto. de Química

Resumo

O trabalho foi desenvolvido com a finalidade de se aquilatar diferenças nos níveis críticos entre os cultivares Agroceres 256, Agroceres 504, Centralmex, H-7974 e Piranão. O ensaio foi conduzido no Município de Piracicaba, SP, tendo como suporte um Regossol arenoso de média fertilidade. Foram seguidas as práticas culturais comuns e a adubação constuiu de 83 g da fórmula 30-120-70, por metro linear no plantio e 33 g/ /metro linear da fórmula 50-0-45 em cobertura. A população de plantas foi de 50.000 por hectare. Aos 60 dias após o plantio e no florescimento foram coletadas as folhas (+4) e da inserção da espiga, para fins de diagnose. Foram observadas diferenças nas concentrações de P, K, Ca, Mg e Fe, na matéria seca das folhas (+4) dos cultivares aos 60 dias após o plantio, e nas concentrações de P, K, Cu e Fe na folha da inserção da espiga, na fase de florescimento. Diferenças estas que não afetam a produção de grãos. A extensão das diferenças entre cultivares nos níveis foliares dos nutrientes depende da época de amostragem. As coletas feitas em épocas fisiológicas determinadas tende a diminuir estas diferenças. Cultivares com potenciais de produção semelhantes podem ser tratados igualmente em relação à análise de folhas, desde que se adote uma faixa de teores adequados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1975-01-01
Como Citar
Andrade, A., Haag, H., Oliveira, G., & Sarruge, J. (1975). Acumulação diferencial de nutrientes por cinco cultivares de milho (Zea mays L.): III - diagnose foliar . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 32, 173-183. https://doi.org/10.1590/S0071-12761975000100013
Seção
naodefinida