Nutrição mineral do cajueiro (Anacardium occidentale L.): III - absorção de nutrientes - nota prévia

  • H.P. Haag USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Depto. de Química
  • J.R. Sarruge USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Depto. de Química
  • G.D. de Oliveira USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Depto. de Química
  • L.C. Scoton SAGRA Nordeste S/A
  • A.R. Dechen USP; E.S.A. Luiz de Queiroz; Depto. de Química

Resumo

Na presente nota prévia os autores apresentam os primeiros dados acerca da extração e exportação de nutrientes através do cajueiro a partir de 1 a 14 anos de idade. As plantas foram colhidas de uma plantação localizada no Município de Terezinha, BA, situadas em um latossolo de baixa fertilidade, exceto em K. As plantas foram pesadas e analisadas para N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn e Zn. Constataram os autores que o cajueiro cresce continuamente até aos 14 anos. Uma árvore aos 10 anos de idade contém: N- 1,5 kg; P- 0,2 kg; K- 1,1 kg; Ca-0,2 kg;Mg-0,3 kg; S- 0,1 kg; B- 4,0 g;Cu-1,4 g;Fe- 2,0 g;Mn- 7,8 g;Zn- 2,6 g. Aquilataram os autores que a exportação de nutrientes através de 1 kg de frutos é a seguinte: N- 13,9 g; P- 1,3 g; K- 6,2 g; Ca- 0,3 g; Mg- 1,3 g; S- 0,5 g; B-18,5 mg; Cu-16,2 mg; Fe- 36,9 mg; Mn-13,2 mg. Finalmente observaram que a concentração de N, Mg, S, Cu, Fe e Zn não varia nas folhas em função da idade da planta; sendo que a concentração em P, K, Ca, B e Mn varia com a idade da planta.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1975-01-01
Como Citar
Haag, H., Sarruge, J., Oliveira, G., Scoton, L., & Dechen, A. (1975). Nutrição mineral do cajueiro (Anacardium occidentale L.): III - absorção de nutrientes - nota prévia . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 32, 197-204. https://doi.org/10.1590/S0071-12761975000100016
Seção
naodefinida