Efeitos do tratamento de sementes de algodão (Gossypium hirsutum L.), arroz (Oryza sativa L.) e soja [Glycine max (L.) Merril] com alguns fungicidas não mercuriais

  • Julio Marcos Filho USP; ESALQ; Departamento de Agricultura e Horticultura
  • Antonio Carlos Ferraz USP; ESALQ; Departamento de Agricultura e Horticultura

Resumo

Esta pesquisa foi conduzida com o objetivo de estudar o comportamento de sementes de arroz, algodão e soja, quando tratadas com íungicidas não mercuriais, através de testes de germinação e de vigor. Foram utilizados os seguintes produtos: Arasan (Thiram 75% i.a.), Panoctine (Guazatine 75% i.a.) e Terracoat (23,2% PCNB + 5,8% Terrazole). A dosagem do 1º produto foi de 100 g/100 kg de sementes enquanto que, para os outros dois, foram de 200, 400 e 600 cm³/100 kg. Nas condições do experimento, as três dosagens de Panoctine foram tóxicas para sementes de arroz e a dose mais alta prejudicou o vigor de soja e de algodão. Por outro lado Arasan e Terracoat não prejudicaram a germinação e vigor de arroz e de soja e apresentarm efeitos benéficos sobre o vigor de sementes de algodão.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1975-01-01
Como Citar
Marcos Filho, J., & Ferraz, A. (1975). Efeitos do tratamento de sementes de algodão (Gossypium hirsutum L.), arroz (Oryza sativa L.) e soja [Glycine max (L.) Merril] com alguns fungicidas não mercuriais . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 32, 497-507. https://doi.org/10.1590/S0071-12761975000100042
Seção
naodefinida