Reguladores vegetais no enraizamento e desenvolvimento de gemas de cana-de-açúcar tratadas termicamente

Autores

  • A.R. Verri UNESP
  • R.A. Pitelli UNESP; Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias
  • A.A. Casagrande UNESP; Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias
  • P.R.C. Castro USP; Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0071-12761983000100020

Resumo

Este trabalho teve por finalidade estudar o efeito de reguladores vegetais sobre a emergência e desenvolvimento inicial de gemas de cana-de-açúcar 'IAC 52-150', submetidas ao tratamento térmico por via úmida. Para tanto, as gemas foram tratadas durante uma hora em soluções de ácido indolilacético (IAA) e ácido naftalenacêtico (NAA), nas concentrações de 10, 25, 50 e 100 ppm, em ácido indolbutírico (IBA) nas concentrações de 10 e 25 ppm e em água pura (testemunha). Imediatamente após o tratamento, as gemas foram plantadas em germinadores de areia. IBA 10 ppm tendeu a favorecer a emergência e o enraizamento das gemas. IAA não afetou a emergência, enraizamento e peso da parte aérea da cana-de-açúcar. Aplicação de NAA 100 ppm reduziu a porcentagem de emergência e o peso da parte aérea do cultivar IAC 52-150.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1983-01-01

Como Citar

Verri, A., Pitelli, R., Casagrande, A., & Castro, P. (1983). Reguladores vegetais no enraizamento e desenvolvimento de gemas de cana-de-açúcar tratadas termicamente . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 40(1), 381-394. https://doi.org/10.1590/S0071-12761983000100020

Edição

Seção

nao definida