Época de semeadura nos teores de óleo e proteína de dois cultivares de soja, UFV-1 e IAC-7, de ciclos tardios de maturidade

Autores

  • S.S.S. Nogueira Instituto Agrômico do Estado de São Paulo
  • H.P. Haag Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
  • M.A.C. Miranda Instituto Agrômico do Estado de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0071-12761983000200002

Resumo

Estudou-se os efeitos de épocas antecipadas, normais e retardadas de semeadura, nos teores de óleo e proteína da semente de dois cultivares da soja, UFV-1 e IAC-7, de ciclos tardios de maturidade. O trabalho foi conduzido em condições de campo, no município de Campinas,S.P., em um Latossolo Roxo eutrófico, durante os anos agrícolas de 1979/80 e 1980/81, sendo as semeaduras a cada vinte dias no primeiro ano e mensais, à partir de 17/09, no segundo ano, sendo consideradas oito e sete épocas respectivamente a cada ano. A época de semeadura afetou o teor de óleo dos cultivares, nos dois anos do experimento. Os teores de óleo apresentaram maior variação com o ano agrícola do que com a época de semeadura. Dentro do mesmo ano, a variação através das épocas foi aleatória. A época de semeadura afetou o teor de proteína da semente apenas do cultivar IAC-7, nos dois anos. A variação não apresentou tendência definida através das épocas. Nas épocas antecipadas e normais de semeadura, a composição química da semente, com relação aos teores de ó leo e proteína não diferiu nos dois anos, para os dois cultivares. As diferenças apareceram em épocas retardadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1983-01-01

Como Citar

Nogueira, S., Haag, H., & Miranda, M. (1983). Época de semeadura nos teores de óleo e proteína de dois cultivares de soja, UFV-1 e IAC-7, de ciclos tardios de maturidade . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 40(2), 667-686. https://doi.org/10.1590/S0071-12761983000200002

Edição

Seção

nao definida