Aproveitamento pelo feijoeiro de um fosfato natural parcialmente solubilizado: II. Estudos em casa de vegetação com um latossolo vermelho escuro

Autores

  • L.H.I. Nakayama USP; CENA
  • E. Malavolta USP; CENA

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0071-12761983000200006

Resumo

Foi estudado o aproveitamento do fosfato de Araxá parcialmente solubilizado com ácido sulfúrico (FAPS) usando-se o feijoeiro como planta experimental em um Latossol Vermelho Escuro. Para comparação foram usados o fosfato natural de Araxá (FA) , o fosfato de Gafsa (F) e o superfosfato simples (SPS) em pó (SPSP) e granulado (SPSG). Foram feitos três cultivos sucessivos sem readubação fosfatada em presença e ausência de calagem inicial, isto é, antes da primeira semeadura. A análise dos dados mostrou o seguinte, considerando - se os três cultivos conjuntamente (matéria seca): (1) em ausência de calagem - SPSP - 100 (valor relativo), SPG = 100, FA = 60, FAPS = 60 a 85 (dependendo da granulometria), FG = 132. (2) em presença de calagem SPSP = 100. SPSG = 10,5, FA = 52, FAPS = 75 a 90, FG = 95. A calagem aumentou a quantidade de P absorvido somente no terceiro cultivo, qualquer que fosse a fonte. O FAPS funcionou com fonte de Ca e de S também, A calagem provocou diminuição no teor de P disponível (Olsen) encontrado depois do terceiro cultivo, exceto no caso do FAPS de maior granulonetria. Os teores obedecem à seguinte ordem decrescente: SPS, FAPS, FG e FA. Pode-se concluir que o comportamento do FAPS se aproximou daquele do SPS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1983-01-01

Como Citar

Nakayama, L., & Malavolta, E. (1983). Aproveitamento pelo feijoeiro de um fosfato natural parcialmente solubilizado: II. Estudos em casa de vegetação com um latossolo vermelho escuro . Anais Da Escola Superior De Agricultura Luiz De Queiroz, 40(2), 763-779. https://doi.org/10.1590/S0071-12761983000200006

Edição

Seção

nao definida