Òrìsà dídá ayé: òbátálá e a criação do mundo iorubá

  • Luiz L. Marins
Palavras-chave: Orixás. Criação do mundo iorubá. Poemas sagrados. Mitos e lendas. Oralidade e transmissão dos saberes religiosos

Resumo

Este trabalho tem por finalidade resgatar, talvez, o mais antigo mito-poema dos nagôs sobre a criação do mundo, cujo único protagonista é o orixá Obatalá. Essa versão, que julgamos ser a mais antiga, está dispersa em diversas obras na forma de prosa. A partir de tais obras, reuniremos em um único corpo, os principais dados mitológicos e informações, de modo a recontar a história nagô da criação do mundo, pelo orixá Obatalá. O resgate da história seguirá as regras dos babalaôs da religião tradicional iorubá, pois conterá todas as oito partes principais, apresentando muitos detalhes sobre a forma e a composição de um poema sagrado de Ifá

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz L. Marins
Pesquisador independente da religião dos Orixás e da afro-brasileira. Iniciado no rito do Batuque do Rio Grande do Sul, em 1979
Publicado
2012-12-20
Como Citar
Marins, L. (2012). Òrìsà dídá ayé: òbátálá e a criação do mundo iorubá. África, (31-32), 105-134. https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i31-32p105-134
Seção
Artigos