O espaço urbano no contexto colonial: o caso de Luanda

  • Fernando Augusto Albuquerque Brandão Universidade de São Paulo / centro de Estudos Africanos
Palavras-chave: Angola, espaço urbano, sociedade angolana (Luanda), processo colonial, demografia.

Resumo

No plano universal nosso estudo pode caracterizar-se como um estudo e discussão da utilização do urbanismo como elemento caracterizador de uma estrutura de poder em termos da evolução do processo histórico na perspectiva da inserção do país colonizador no plano internacional, segundo cada época, levando-se em conta as variáveis classe e origem
africana e européia dos moradores. O sentido do processo, ou sentido da urbanização surge preferencialmente entre um corte e outro ao longo do tempo, mostrando as inserções no plano externo e no plano interno. Essa relação reflete normalmente uma visão do ‘nós’ e do ‘outro’. Na tentativa de evitar uma análise da sociedade luandense a partir das idéias centrais do que se aceita normalmente como linhas do processo colonial português um conjunto de idéias-força ligadas a uma concepção de cunho ideológico –, optamos pela realização de uma pesquisa visando surpreender o sentido de um período de transição entre dois momentos do processo colonial: o fim do tráfico da escravatura, no final da primeira metade do século XIX, e a inserção da colônia no processo capitalista internacional, na segunda metade do século XX. A análise demográfica é utilizada para uma melhor caracterização ou do espaço global de Angola e, num segundo momento, do de Luanda, possibilitando também verificar a importância do aglomerado urbano luandense no contexto da colônia, aspecto que sofre alterações ao longo do tempo. A distribuição espacial da população segundo os grupos somáticos, quer em relação ao espaço de Angola, quer em relação ao espaço urbano da colônia, revela pontos da máxima importância para a compreensão do processo colonial.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-12-09
Como Citar
Brandão, F. A. (2009). O espaço urbano no contexto colonial: o caso de Luanda. África, (24-26), 175-192. https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i24-26p175-192
Seção
Artigos