OS GUARANI DO LITORAL NORTE DE SANTA CATARINA: TENSÕES ENTRE O USO DA TERRA E A PROPRIEDADE PRIVADA CAPITALISTA

  • Camila Salles de Faria Universidade de São Paulo
  • Léa Lameirinhas Malina
Palavras-chave: Indígenas Guarani, propriedade privada capitalista da terra, expropriação, uso, resistência.

Resumo

Trata-se de uma leitura geográfica da ocupação do litoral norte do estado de Santa Catarina, que ocorre permeada pelo conflito entre a lógica indígena Guarani (uso e apropriação) e a capitalista (mercadoria, lucro e acumulação das riquezas, esta última fundamentada na propriedade privada), que coexistem e disputam esses espaços. Nesse contexto, revelam-se como momentos importantes da análise os processos de expropriação e resistência do povo Guarani em relação ao uso de suas terras tradicionais, assim como a constituição da propriedade privada capitalista da terra nesta região catarinense, marcada pelo absenteísmo, pela apropriação privada de terras públicas e pelo rentismo, característicos da formação social brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Salles de Faria, Universidade de São Paulo
Doutoranda em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo
Léa Lameirinhas Malina
Mestre pelo Programa de Pós Graduação em Geografia Humana FFLCH USP
Publicado
2013-12-04
Como Citar
Faria, C., & Malina, L. (2013). OS GUARANI DO LITORAL NORTE DE SANTA CATARINA: TENSÕES ENTRE O USO DA TERRA E A PROPRIEDADE PRIVADA CAPITALISTA. Agrária (São Paulo. Online), (19), 127-157. https://doi.org/10.11606/issn.1808-1150.v0i19p127-157
Seção
Dossiê