Agricultura e tecnificação: notas para um debate

Autores

  • Eliane Tomiasi Paulino

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1808-1150.v0i4p3-19

Palavras-chave:

Agricultura, tecnificação, impactos sociais, impactos ambientais, desenvolvimento.

Resumo

O texto aqui apresentado traz uma reflexão sobre o processo de modernização da base técnica da agricultura, mas que foge à abordagem sugerida no próprio conceito de modernização, via de regra tomado como sinônimo de progresso ou como processo transformador de relações carentes de renovação. Para tanto, percorre um referencial teórico que explicita como o conceito de moderno tem sido acionado para legitimar idéias e práticas conservadoras, porque se pauta na suposta relação automática entre avanço tecnológico e desenvolvimento social. Destarte, explicita como a idéia de ruptura com o passado é uma forma de manipular o ideal coletivo de progresso social, e é nesse aspecto que o texto se prende, ao evidenciar quão impactantes têm sido as mudanças técnicas desencadeadas pela “Revolução Verde”. Discute-se, assim, o custo social e ambiental desse padrão de produção agrícola e seus reflexos na ordenação do espaço agrário e urbano, bem como na própria obstrução da soberania de nações periféricas como o Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-06-17

Como Citar

Paulino, E. T. (2006). Agricultura e tecnificação: notas para um debate. Agrária (São Paulo. Online), (4), 3-19. https://doi.org/10.11606/issn.1808-1150.v0i4p3-19