Entre "letras & armas", a história como disputa: Considerações sobre a historiografia luso-brasileira no século XVIII

  • Fernando Nicolazzi Universidade Federal de Ouro Preto; Instituto de Ciências Humanas e Sociais; Departamento de História
Palavras-chave: América portuguesa^i1^sBra, memórias históricas, historiografia

Resumo

Este ensaio elabora algumas considerações sobre a prática historiográfica no contexto luso-brasileiro do século XVIII. Partindo do topos "letras & armas", recorrente em tal ambiente intelectual para se definir as relações entre saber e poder, mundo letrado e espaço político, sugere-se que a dissertação histórica, tal como empreendida por alguns autores portugueses e "brasílicos", sobretudo no âmbito da Academia Brasílica dos Esquecidos (1724), operava como modalidade privilegiada de discurso para definição de uma legitimidade para a escrita da história, situando-se entre a feitura de memórias particulares e a história propriamente dita.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-05-01
Seção
Artigos