Rádios livres sorocabanas:

um estudo de caso sobre a rádio Voyage

  • Felipe Parra Alves de Oliveira UNISO
Palavras-chave: Comunicação, Rádios livres sorocabanas, Rádio Voyage, Rádio Centauros 2001

Resumo

Este texto apresenta as primeiras impressões acerca das rádios livres sorocabanas. Especificamente, tenta-se realizar um estudo de caso sobre a rádio Voyage da cidade de Sorocaba com o objetivo de averiguar a razão de ser da emissora e os posicionamentos políticos de seu realizador. Nesse sentido, a pesquisa se baseia em uma entrevista realizada com o Dr. Claudio José Dias Batista, fundador da rádio livre Voyage e integrante do movimento das rádios livres sorocabanas. A descrição e discussão de sujeitos, objetos e contextos relatados na entrevista auxiliam no resgate de dados acerca da temática. Justifica-se o estudo ao constatar que há poucas informações para produzir um panorama acerca desses meios alternativos de comunicação. As resultantes mostram que o propósito da rádio Voyage estava atrelado ao direito de livre expressão por meio das ondas eletromagnéticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Parra Alves de Oliveira, UNISO

Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba (UNISO). Membro do Grupo de Pesquisa do CNPQ Mídia, Cidade e Práticas Sociais (MidCid), onde as atividades se desenvolvem apoiadas na visão multidisciplinar com o intuito de produzir e divulgar conhecimentos relevantes na contemporaneidade. Membro do Grupo de Pesquisa do CNPQ em Mídias Contemporâneas (MIDCON_), o qual objetiva investigar as mídias contemporâneas e seus aspectos identitários, econômicos, socioculturais e/ou políticos, ao enfocar vertentes como o consumo midiático, a diversidade sexual/cultural, as tecnologias emergentes e as experimentações poéticas. Como artista visual trabalha na área de design gráfico, vídeo e animação sobre as complexidades contemporâneas.

Publicado
2019-01-07
Como Citar
Oliveira, F. (2019). Rádios livres sorocabanas:. Revista Alterjor, 19(1), 177-195. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/149076