Do fait divers ao infotenimento:

o entretenimento nas pautas do jornal Super Notícia

  • Jennifer Silva Lucchesi Universidade de Sorocaba (Uniso)
  • Mara Rovida Martini
Palavras-chave: Jornalismo, Entretenimento, Fait divers, Infotenimento, Super Notícia

Resumo

O artigo propõe verificar a presença do entretenimento em três manchetes de capa do jornal popular Super Notícia. Para isso, inicialmente, o texto traça a origem e o conceito de fait divers – fatos do dia a dia - e avança até o desenvolvimento do neologismo Infotenimento. Os autores usados como base teórica são Barthes (1967), Dejavite (2006) e Amaral (2008). A metodologia adotada é análise de conteúdo, tendo por referência Bardin (1970). Como resultados, três ocorrências do entretenimento no tabloide mineiro são percebidas: a primeira, explora os recursos gráficos, tornando a notícia mais fácil de ser lida e entendida, além de agradar visualmente; a segunda, os recursos gráficos servem mais para ilustrar do que contextualizar, e a informação fica em sua superficialidade; e a terceira, classifica-se apenas no fait divers, sendo um exemplo de notícias de variedades que entretém. O artigo faz parte de uma pesquisa mais ampla em desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jennifer Silva Lucchesi, Universidade de Sorocaba (Uniso)

Mestranda em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba (Uniso). Graduada em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo, Uniso.

Mara Rovida Martini

Docente no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (Uniso), doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Publicado
2019-01-07
Como Citar
Lucchesi, J., & Rovida Martini, M. (2019). Do fait divers ao infotenimento:. Revista Alterjor, 19(1), 196-214. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/153201