O Folk virou Cult: o grafite como veículo de comunicação

  • Taís Rios Salomão de Souza Universidade Metodista de São Paulo
  • Lílian de Jesus Assumpção Mello Universidade Metodista de São Paulo
Palavras-chave: Comunicação, Grafite, Folkcomunicação

Resumo

Análise dos processos de comunicação presentes na arte "marginal", o grafite, através da releitura da poesia contemporânea e a reinterpretação do clássico a partir da passagem do grafite das ruas, para fotos expostas em galerias, em uma reapropriação do "marginal" pelo erudit

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taís Rios Salomão de Souza, Universidade Metodista de São Paulo
Mestre em Comunicação Social pela UMESP, integrante da Rede Folkcom, pesquisadorana linha de Comunicação especializada; graduada em Rádio, Televisão e Comunicação Multimídia pela UMESP
Lílian de Jesus Assumpção Mello, Universidade Metodista de São Paulo
Mestre em Comunicação Social pela UMESP, integrante da Rede Folkcom, pesquisadora na linha de Comunicação e Mídia Local; graduada em Jornalismo pela Unisantos
Publicado
2012-09-09
Como Citar
Souza, T., & Mello, L. (2012). O Folk virou Cult: o grafite como veículo de comunicação. Revista Alterjor, 4(2), 1-11. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/88240