A construção das personagens femininas no cinema clássico mexicano

Uma leitura da representação da mulher em Enamorada (Índio Fernandez) e Susana (Buñuel)

  • Caleb Benjamim Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

O presente trabalho tem a finalidade de propor uma leitura da construção das personagens femininas no Cinema Clássico Mexicano, mais especificamente nos filmes “Enamorada” (1946), de Índio Fernandez e “Susana” (1951), de Luís Buñuel. Através dos protótipos femininos categorizados por Silvia Oroz, e da ótica de Metz e Baudry acerca dos efeitos persuasivos produzidos pelo Cinema enquanto aparelho discursivo e narrativa, tenta-se mostrar como esses filmes serviam de veículo a uma mensagem manipulatória para manutenção de uma ideologia machista e patriarcal, herdada da era pré-revolução mexicana.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-13
Como Citar
Benjamim, C. (2018). A construção das personagens femininas no cinema clássico mexicano. Anagrama, 12(2). Recuperado de http://www.revistas.usp.br/anagrama/article/view/149627