O Diabo em Película: Jean Epstein e o cinema dos sonhos

  • Lídia Rogatto e Silva Faculdade Cásper Líbero
Palavras-chave: Jean Epstein, Cinema, Sonho, Catarse.

Resumo

O presente trabalho oferece uma leitura do texto “O Cinema do Diabo” (1947), de Jean Epstein. Estuda-se a maneira como o teórico e cineasta francês versa sobre a influência do livro e da imagem cinematográfica, bem como a aproximação do cinema com o sonho/devaneio. Também serão discutidos os aspectos da individualidade na tela e o da função pública e útil do cinema. Para tanto, a metodologia empregada foi a pesquisa bibliográfica e a referência a filmes nos quais se exibe uma lógica onírica. Dono de relevância e consistência, “O Cinema do Diabo” expõe considerações de fácil transposição para a atualidade e, contudo, parece ecoar o objeto de seu autor – o de um cinema puro, ainda distante das telas contemporâneas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lídia Rogatto e Silva, Faculdade Cásper Líbero
Estudante do 4o ano de Comunicação Social/Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, São Paulo (SP).
Publicado
2011-06-23
Como Citar
Silva, L. (2011). O Diabo em Película: Jean Epstein e o cinema dos sonhos. Anagrama, 5(1), 1-5. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/anagrama/article/view/35601
Seção
Resenhas