Portal da USP Portal da USP Portal da USP

O "CC" e a patologização do natural: higiene, publicidade e modernização no Brasil do pós-Segunda Guerra Mundial

Elizabete Kobayashi, Gilberto Hochman

Resumo


O objetivo do artigo é discutir a relação entre consumo e mudança de hábitos por meio de novos produtos industrializados relacionados à saúde e à higiene, que foram anunciados como capazes de substituir o odor natural pelo cheiro artificial e industrializado. Sugerimos que foi um processo social e cultural de transformação de funções fisiológicas naturais, como o suor e o mau hálito, em algo nocivo à saúde e repugnante socialmente e também em um sinônimo de atraso. O ideal de uma vida higiênica, moderna e desodorizada encontrou na imprensa e na publicidade - em processo de modernização e expansão no Brasil após a Segunda Guerra Mundial - o espaço privilegiado para a veiculação e oferta de novos e abundantes produtos que prometiam cancelar a ameaça do "cheiro de corpo", o "CC", e substituí-lo pelo "cheiro bom", salubre e socialmente aceitável que poderia, inclusive, ser comprado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1982-02672015v23n0103

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.