Portal da USP Portal da USP Portal da USP

De uma "cientificidade difusa": o coronel e as práticas colecionistas do Museu Sertório na São Paulo em fins do século XIX

Paula Carvalho

Resumo


Este artigo pretende examinar as práticas colecionistas realizadas em torno do Museu Sertório, uma coleção particular que veio a constituir o primeiro núcleo do acervo do Museu Paulista. Para tanto, serão apresentados alguns dados biográficos inéditos sobre o proprietário do Museu, o coronel Joaquim Sertório, bem como aspectos da organização das coleções, buscando, assim, refletir sobre o suposto amadorismo de Sertório no campo das ciências, uma vez que a abertura do acervo à visitação pública estava associada à intenção de vincular o museu a fins educativos. Procura-se, igualmente, traçar um paralelo entre a trajetória do Museu Sertório com a do Ashmolean Museum of Art and Archaelogy da Universidade de Oxford, Inglaterra, a fim de melhor compreender a sua inserção na São Paulo de fins do século XIX.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1982-02672015v23n0207

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.