DOSSIÊ - O PCH, Programa de Cidades Históricas: um balanço após 40 anos - Introdução

  • Flávia Brito do Nascimento Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
  • Paulo Cesar Garcez Marins Universidade de São Paulo

Resumo

Os artigos aqui apresentados foram, assim, reunidos com o objetivo de problematizar a experiência de preservação nos anos 1960 e 1970, tendo o PCH como mote. Embora as ações do programa tenham se estendido pela década de 1980, trabalhamos prioritariamente com a periodização proposta por Sandra Corrêa, autora do artigo que abre este dossiê e que preconiza que, após 1979, com a absorção do programa pelo sistema Sphan/pró-Memória, o programa muda de concepção e distancia-se dos contornos conceituais e práticos do projeto inicial. Ademais, o cenário político da redemocratização recoloca as políticas da modernização conservadora dos anos anteriores, cujos desdobramentos práticos ainda precisam ser estudados. No entanto, não nos restringimos exatamente aos anos de funcionamento dessa primeira fase do programa, visto que alguns artigos recuaram nos anos 1960 e outros chegam até a contemporaneidade, avaliando os desdobramentos e lições quanto ao programa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-01
Como Citar
Nascimento, F., & Marins, P. (2016). DOSSIÊ - O PCH, Programa de Cidades Históricas: um balanço após 40 anos - Introdução. Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 24(1), 11-14. https://doi.org/10.1590/1982-02672016v24n01do
Seção
Estudos de Cultura Material/Dossiê