Móveis em miniatura: a demonstração de um saber fazer

  • Angela Brandão Universidade Federal de São Paulo; Departamento de História da Arte
Palavras-chave: História do mobiliário, Miniaturas, Santana Mestra

Resumo

Este artigo trata das miniaturas de móveis, as quais possivelmente despertam interesse desde que os móveis em tamanho real se tornaram elementos de civilização. Embora as miniaturas de mobília possam ser observadas por suas funções ritualísticas e mortuárias desde a Antiguidade como forma de atender às necessidades da vida além da morte, também são reconhecidas como símbolos de móveis reais e percebidas por seu caráter lúdico, como peças de brinquedo, ou por sua função, como peças de uso. Porém, há outro aspecto relativo ao elaborado processo de feitio de móveis no século XVIII, em que um artesão qualificado deveria demonstrar sua capacidade de produzir peças em miniatura perfeitamente iguais àquelas em tamanho natural. Seria possível estabelecer ainda uma via de compreensão dos móveis em miniatura: a presença de tais objetos de dimensões reduzidas na estatuária sacra brasileira colonial, tomando como exemplo o trono de Santana Mestra, o que nos leva à interpretação de um significado duplo - uma devoção específica somada à demonstração de um savoir-faire.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-04-01
Como Citar
Brandão, A. (2017). Móveis em miniatura: a demonstração de um saber fazer. Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 25(1), 169-197. https://doi.org/10.1590/1982-02672017v25n0107
Seção
Estudos de Cultura Material/Dossiê