Uma trajetória sinuosa

o Museu Paulista e as apropriações da Fundação de São Paulo, de Oscar Pereira da Silva

Palavras-chave: Museus, Imaginário, Pintura histórica, Oscar Pereira da Silva, Museu Paulista

Resumo

O artigo analisa a tela Fundação de São Paulo, feita por Oscar Pereira da Silva, em 1907, sob a perspectiva da sua relação com o Museu Paulista, local em que foi exposta desde 1929. Tomando a tela como um enunciado, pretende-se situá-la em seus contextos, evidenciando as suas ressignificações, advindas das múltiplas percepções em relação ao que seu conteúdo imagético afirmava. Ao explorar a relação entre a tela e o Museu Paulista, será demonstrado que o objetivo de Oscar Pereira da Silva era representar o ato embrionário da cidade e dos paulistas e transformar a sua obra em um documento significativo da narrativa histórica. Porém, a difícil inserção da tela na narrativa do Museu Paulista fez com que essa conquista fosse repleta de tensões. Ao analisar momentos importantes na trajetória da tela, como a sua inserção na Pinacoteca do Estado, a sua transferência para o Museu Paulista, a sua apropriação nos vitrais da Faculdade de Direito e nos materiais das comemorações do IV Centenário de São Paulo, será demonstrado que o transcurso do tempo associado à sua musealização renovou e notabilizou sua apropriação social, possibilitando a sua integração ao imaginário paulistano e paulista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelli Cristine Scapol Monteiro, Universidade de São Paulo / São Paulo, SP, Brasil

Bacharel e licenciada em História pela Universidade de São Paulo (USP), mestre e doutora em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo pela USP, com período de estágio de pesquisa na Itália, pela Università degli Studi Roma Tre.

Referências

Fontes iconográficas

CARUSO, Vicente. Calendário Goodyear 1954. In: Folha de S.Paulo, 10 ago. 2014. Disponível em: <https://bit.ly/2lG4Nem>. Acesso em 6 ago. 2018.

CASA Conrado Sorgenicht. Vitrais da Faculdade de Direito, ca.1940. Foto: Marcos Santos/ USP Imagens, 18 ago. 2015. Disponível em: <https://bit.ly/2k0dRdG>. Acesso em: 6 ago. 2018.

MEIRELLES, Victor. Primeira missa no Brasil, 1860, óleo sobre tela, 268 x 356 cm, Acervo do Museu Nacional de Belas Artes / IBRAM / MinC, Rio de Janeiro. Disponível em: <https://bit.ly/2ktz4NC>. Acesso em: 6 ago. 2018. SALA A-15 do Museu Paulista. ca. 1930. 1. Fotografia. Acervo do Fundo do Museu Paulista da Universidade de São Paulo.

SILVA, Oscar Pereira da. Fundação de São Paulo, 1907, óleo sobre tela, 185 x 340 cm. Acervo do Museu Paulista da USP, São Paulo.

Fontes tridimensionais

BANDEJA comemorativa do IV Centenário de São Paulo, 1954, lata 33 x 45 x 2 cm, Metalma. Acervo do Museu Paulista da USP.

PRATO comemorativo do IV Centenário da cidade de São Paulo, 1954, Mauá, Porcelana Mauá S/A, 27 cm de diâmetro. Acervo do Museu Paulista da USP

Fontes impressas

ANAIS da Câmara dos Deputados, 1908-1909, Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP).

A VIDA Administrativa de São Paulo em 1943. Relatório apresentado ao excelentíssimo senhor presidente da República, Dr. Getúlio Vargas, pelo interventor Fernando Costa. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1943. Acervo Biblioteca Nacional.

CORRESPONDÊNCIA, 12 nov. 1906, pasta 84. Acervo do Museu Paulista da USP.

CORRESPONDÊNCIA, 27 abr. 1929. Acervo do Museu Paulista da USP.

CORRESPONDÊNCIA ao reitor da Universidade de São Paulo, 5 mar. 1964, folha 1. Acervo da Pinacoteca de São Paulo.

INVENTÁRIO nº 6, de 1916. Acervo do Museu Paulista da USP.

LISTA de objetos oferecidos ao Museu. Acervo do Museu Paulista da USP.

OFÍCIO 02465/73-SCET. Acervo Pinacoteca de São Paulo.

OFÍCIO 159 da Secretaria do Estado do Interior de 03 de abril de 1929. Acervo Pinacoteca de São Paulo.

OFÍCIO G.S. nº1872/72d de 24 de outubro de 1972. Acervo da Pinacoteca de São Paulo.

OFÍCIO nº 211/72 de 31 de outubro de 1972a (grifos do próprio documento). Acervo Pinacoteca de São Paulo.

PETIÇÃO enviada por Oscar P. da Silva ao Congresso do Estado em 5 de outubro de 1909, Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP).

RELATÓRIO Anual de 1906. Acervo do Museu Paulista da USP.

RESOLUÇÃO nº1.505, de 18 de outubro de 1963 do Palácio do Governo que dispõe sobre o recolhimento à Pinacoteca do Estado dos quadros a ela pertencentes que se encontram em outras Repartições Pública. Disponível em: <https://bit.ly/2lNCDhC> Acesso em: 10 set. 2019.

Periódicos

A GAZETA, 25 jan. 1954.

A VIDA Moderna, 25 dez. 1907, ano II, nº. 29-30.

CORREIO Paulistano, 29 jan. 1906, p. 2.

CORREIO Paulistano, 22 jan. 1907, p. 3.

CORREIO Paulistano, 07 ago. 1929, p. 10.

FOLHA da Manhã, 24-25 jan. 1954.

ILUSTRAÇÃO Brasileira, jan. 1923.

O ESTADO de S. Paulo, 24 jul. 1908, p. 1.

O ESTADO de S. Paulo, 25 jan. 1929, p. 8.

O ESTADO de S. Paulo, 29 abr. 1930, p. 6.

O ESTADO de S. Paulo, 25 jan. 1954.

REVISTA do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, São Paulo, v. 1, 1895.

SANTA Cruz, São Paulo, ano X, n. 1, out. 1909

Livros, artigos e teses

BARBUY, Heloisa. O Museu Paulista e a Pinacoteca do Estado. In: ARAÚJO, Marcelo Mattos (org.). Pinacoteca do Estado: a história de um museu. São Paulo: Prêmio; Artemeios, 2007.

BREFE, Ana Claudia Fonseca. Museu Paulista, Affonso de Taunay e a memória nacional (1917 – 1945). São Paulo: Unesp; Museu Paulista, 2005.

COLI, Jorge. Como estudar a arte brasileira do século XIX? São Paulo: Senac, 2005.

DESVALLÉES, André; MAIRESSE, François (ed.). Conceitos-chave de museologia. Tradução por Bruno Brulon Soares e Marilia Xavier Cury. São Paulo: Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus; Pinacoteca do Estado de São Paulo; Secretaria de Estado da Cultura, 2013.

FERREIRA, Antonio Celso. A epopeia bandeirante: letrados, instituições, invenção histórica (1870 – 1940). São Paulo: Unesp, 2002.

FERRETTI, Danilo J. Zioni.; CAPELATO, Maria Helena Rolim. João Ramalho e as origens da nação: os paulistas nas comemorações do IV Centenário da Descoberta do Brasil. Tempo, Niterói, v. 8, p. 67-87, dez. 1999. Disponível em: <https://bit.ly/2lDhlmT>. Acesso em: jul. 2018.

FORMICO, Marcela. A “Escrava Romana” de Oscar Pereira da Silva: Sobre a circulação e transformação de modelos europeus na arte acadêmica do século XIX no Brasil. Dissertação (Mestrado em artes visuais) – Instituto de Artes, Unicamp. Campinas, 2012.

GROLA, Diego Amorim. A memória nas Arcadas: construção material, simbólica e ideológica do edifício da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. São Paulo: Humanitas/Fapesp, 2012.

IHERING, Hermann von. Antropologia do estado de São Paulo. Revista do Museu Paulista. São Paulo, n. 7, 1907.

LIMA, Solange Ferraz de. Pátio do Colégio, Largo do Palácio. Anais do Museu Paulista, (São Paulo). Nova série, v. 6/7 (1998-1999), p. 61-82, 2003.

LIMA Jr., Carlos Rogério. Um artista às Margens do Ipiranga: Oscar Pereira da Silva, o Museu Paulista e a reelaboração do passado nacional. Dissertação (Mestrado) – IEB/USP, São Paulo, 2015.

LOFEGO, Silvio Luiz. IV Centenário da Cidade de São Paulo: uma cidade entre o passado e o futuro. São Paulo: Annablume, 2004.

MARINS, Paulo César Garcez. Obras de arte em um museu de história: desafios metodológicos na documentação de acervo do Museu Paulista da USP. In: MAGALHÃES, Ana Gonçalves (org.). I Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa, 2009. São Paulo: Museu de Arte Contemporânea da USP, 2010. p. 72-82.

MATTOS, Cláudia Valladão de. “Da palavra à imagem: sobre o programa decorativo de Affonso Taunay para o Museu Paulista”. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, n. 6/7 (1998/1999), p.123-145, 2003.

MELLO, Regina Lara Silveira. A Casa Conrado: cem anos do vitral brasileiro. Dissertação (mestrado) – Instituto de Artes, Unicamp, Campinas, 1996.

MENESES, Ulpiano T. Bezerra. Fontes visuais, cultura visual, história visual. Balanço provisório, propostas cautelares. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 23, n. 45, p. 11-36, 2003.

MENESES, Ulpiano T. Bezerra. A fotografia como documento – Robert Capa e o miliciano abatido na Espanha: sugestões para um estudo histórico. Tempo, Niterói, n. 14, p. 131-151, 2002.

MONTEIRO, Michelli Cristine Scapol. São Paulo na disputa pelo passado: o Monumento à Independência de Ettore Ximenes. Tese (doutorado) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo USP, São Paulo, 2017.

MORAES, Fábio Rodrigo de. Uma coleção de história em um museu de ciências naturais: o Museu Paulista de Hermann von Ihering. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 16, n. 1, p. 203-233, jan.-jun. 2008.

MOURA, Esmeralda. Bandeirantes do progresso: imagens do trabalho e do trabalhador na cidade em festa. São Paulo, 25 de janeiro de 1954. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 14, n. 28, p. 231-246, 1994.

NERY, Pedro. Arte, pátria e civilização: A formação do Museu Paulista e da Pinacoteca do Estado de São Paulo, 1893-1912. Dissertação (Mestrado) – Interunidades em Museologia-USP, São Paulo, 2015.

OCTAVIO, Rodrigo. As arcadas são demolidas. Reerguem-se as arcadas. In MARTINS, Ana Luiza. BARBUY, Heloísa. Arcadas: história da faculdade de direito da Universidade de São Paulo. São Paulo: Companhia Melhoramentos; Alternativa Serviços Programados, 1999.

OLIVEIRA, Cecília Helena de Salles. O espetáculo do Ipiranga: reflexões preliminares sobre o imaginário da independência. Anais do Museu Paulista – Nova série, São Paulo, v. 3, p. 195- 208, jan/dez, 1995.

OLIVEIRA, Eduardo Polidori Villa Nova de. “Fundação de São Vicente”, de Benedito Calixto: Composição, musealização e apropriação (1900-1932). 2018. 218 f. Dissertação (Mestrado) – Museu de Arqueologia e Etnologia, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2018.

QUARENTA, Ednilson. Apóstolo pregresso e as alegorias da fundação: Anchieta, um mito fundador no IV Centenário da Cidade de São Paulo. Tese (Doutorado) – Faculdade de Filsofia, Lestras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2009.

ROSSI, Mirian Silva. Circulação e mediação da obra de arte na Belle Époque paulistana. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo. v. 6/7. p.83-119 (1998-1999), 2003

ROSSI, Mirian Silva. Organização do campo artístico paulistano 1890-1920. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Sociais, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2001.

SALGUEIRO, Valéria. A arte de construir a nação - pintura de história e a Primeira República. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 30, p. 3-22, 2002.

STAUFFER, David Hall. Origem e Fundação do Serviço de Proteção aos Índios (III) trad. de J. Philipson. Revista de História, USP, São Paulo, v. 43, 1960.

TARASANTCHI, Ruth Sprung, Oscar Pereira da Silva. São Paulo: Empresa das Artes, 2006.

TAUNAY, Afonso d’Escragnolle. Guia da Secção Histórica do Museu Paulista. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1937.

VIOLLET-LE-DUC, Eugène Emmanuel, Histoired’undessinateur: commentonapprend à dessiner. Paris: Berger-Levrault, 1978.

WIND, Edward. A justiça platônica concebida por Rafael. In WIND, Edward. A Eloquência dos símbolos. São Paulo: EDUSP, 1997. (Publicação original: Journal of Warbur Institute, I, 1937).

Publicado
2019-12-03
Como Citar
Monteiro, M. (2019). Uma trajetória sinuosa. Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 27, 1-37. https://doi.org/10.1590/1982-02672019v27e16d2
Seção
Museus/Dossiê: Pintura de história no Museu Paulista