Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Quando a vida sai para trabalhar: Andy Warhol

Isabelle Graw, Sônia Salzstein

Resumo


O texto discute a fusão contínua entre as esferas pública e privada na obra de Warhol, divisando em tal fusão a matriz de uma “cultura de celebridades”, esse fenômeno da sociedade contemporânea auspiciado pelo regime biopolítico e pelo mundo pós-fordista que seriam mais tarde descritos por autores como Antonio Negri e Michael Hardt. Focalizando principalmente os experimentos de Warhol na Factory, estúdio que ele manteve entre 1963 e 1968, a autora mostra como a obra do artista se estende muito além das pinturas, filmes e outras peças que produziu, incluindo também, e de modo crucial, suas inúmeras aparições e declarações públicas.

Palavras-chave


Andy Warhol; cultura de celebridades; arte contemporânea

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2017.131505

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Isabelle Graw, Sônia Salzstein

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.