O grande mundo da invenção

  • Celso Favaretto Universidade de São Paulo
Palavras-chave: invenção, sentido de construção, experimental, ambiental, além da arte

Resumo

O texto se propõe a caracterizar o que Oiticica chamou de “estado de invenção”, desencadeado com a descoberta do corpo no Parangolé e que conduziu o seu programa experimental até o fim, ao “além da arte”, através de uma cascata de proposições que efetivaram um processo de abertura das estruturas e o “sentido de construtividade” na constituição do ambiental como um redimensionamento ético-estético de transmutação da arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Celso Favaretto, Universidade de São Paulo

Celso Favaretto é doutor em Filosofia e livre-docente em Educação. Professor-associado aposentado atuando nos programas de pós-graduação em Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas [USP] e em Educação da Faculdade de Educação [USP]. Autor de Tropicália: alegoria alegria (1979) e de A invenção de Hélio Oiticica (1992).

Publicado
2017-10-27
Como Citar
Favaretto, C. (2017). O grande mundo da invenção. ARS (São Paulo), 15(30), 33-48. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2017.134274
Seção
Artigos