Legal no ilegal: as Cosmococas, a Subterrânia e os jardins do Museu

  • Maria Angélica Melendi Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Cosmocococas, Subterrânia, cocaína, participador, obsolecência

Resumo

Este ensaio procura refletir sobre a montagem das cinco instalações que compõem o “Bloco-experiências in cosmococa: programa in progress”, de autoria de Hélio Oiticica e Neville d’Almeida que se encontram em exposição permanente no Instituto Inhotim. Postulam-se uma série de reflexões sobre a pertinência e a eficácia destas obras, nunca montadas em público durante a vida do artista.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Angélica Melendi, Universidade Federal de Minas Gerais

Maria Angélica Melendi é graduada em Letras pela Facultad de Filosofía y Letras – Universidad de Buenos Aires (1967) e em Artes Visuais pela Escola Guignard da Universidade do Estado de Minas Gerais (1985). Doutora em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999). Professora associada à Universidade Federal de Minas Gerais e pesquisadora residente do Instituto de Estudos Avanzados Interdisciplinares.

Publicado
2017-10-27
Como Citar
Melendi, M. A. (2017). Legal no ilegal: as Cosmococas, a Subterrânia e os jardins do Museu. ARS (São Paulo), 15(30), 149-160. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2017.138503
Seção
Artigos