As diferentes acepções da arte na obra de Flusser

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2020.156353

Palavras-chave:

arte, poiesis, artifício, Vilém Flusser

Resumo

A arte desempenha um papel fundamental no pensamento de Flusser. Todavia, essa noção assumirá concepções diferentes ao longo da obra do autor. Nosso propósito é o de investigar e apresentar uma “morfologia” dessas acepções, partindo de sua obra inaugural, Língua e Realidade (1963), até os escritos tardios, voltados para a filosofia dos media. Ao final, buscamos perceber pontos de ruptura, mas também convergências, na teoria estética flusseriana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Reis, Universidade de Uberaba (UNIUBE), Brasil

Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2018), Mestre em Estética e Filosofia da Arte pela Universidade Federal de Ouro Preto (2011). Docente do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Uberaba. Desenvolve pequisas na área de Estética e Filosofia da Arte, com ênfase no pensamento contemporâneo.

Downloads

Publicado

2020-10-23

Como Citar

Reis, T. (2020). As diferentes acepções da arte na obra de Flusser. ARS (São Paulo), 18(39), 161-177. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2020.156353

Edição

Seção

Artigos