Brasília Contemporânea

ambiguidades e contradições da cidade vistas pelas lentes do cinema

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2020.163780

Palavras-chave:

Brasília, urbanismo moderno, cinema

Resumo

Brasília é reconhecida tanto pela excepcionalidade de sua arquitetura modernista e de seu urbanismo como pela segregação socioeconômica representada pelas cidades-satélite. Sua área metropolitana conta com mais de três milhões de habitantes, sendo que 90% dessa população habita fora dos limites da cidade planejada. Essa ambiguidade é evidente no cinema, pois se, de um lado, os filmes produzidos para a divulgação de Brasília exploravam sua amplitude, monumentalidade e plasticidade, de outro, aqueles da primeira geração de cineastas nascidos na cidade revelam outras Brasílias. Este artigo explorará as tensões resultantes dessa segregação socioespacial que se materializam no espaço construído e na representação de Brasília no cinema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liz da Costa Sandoval, Universidade de Brasília (UnB), Brasil

Arquiteta e urbanista pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) (2000). Mestre em Arquitetura e Urbanismo na linha de pesquisa Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (FAU/UnB). Doutorado, em andamento, no mesmo Programa de Pós-Graduação, com a pesquisa “Brasília e Cinema: experiências na paisagem cinemática”. Participa do grupo de pesquisa TOPOS (UnB/ CNPq), vinculado ao Laboratório Estudos da Urbe - LABEURBE (PPG-FAU/UnB). Foi idealizadora e diretora do Archcine Brasília – Festival Internacional de Cinema de Arquitetura, em 2018, e coordenadora do projeto Cinema Urbana – Interseções entre Arquitetura e Cinema, Projeto de Extensão, vinculado à FAU-UnB.

Rogério Rezende, KU Leuven, Bélgica

Arquiteto e urbanista pela Universidade de Brasília (2011) e mestre em Arquitetura e Urbanismo na linha de pesquisa Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo. Em 2018, participou do programa European Module in Spatial Planning - EMSDP na KU Leuven (Bélgica); atualmente, é doutorando na Faculdade de Ciências da Engenharia, no Departamento de Arquitetura da KU Leuven, em parceiria com a Universidade de Brasília, com a pesquisa entitulada “The Center of brasília: (re)Defining the Concept of Urban Centrality”. Participa dos grupos de pesquisa a2i – Architecture, interiority, inhabitation; vinculado à Faculdade de Arquitetura da KU Leuven; e TOPOS (UnB/CNPq), vinculado ao Laboratório Estudos da Urbe - LABEURBE (PPG-FAU/UnB).

Luciana Sabóia Fonseca Cruz, Universidade de Brasília (UnB), Brasil

Arquiteta e urbanista pela Universidade de Brasília (1997), com doutorado em Teoria e História da Arquitetura e da Cidade na Université Catholique de Louvain (UCL), na Bélgica (2009), e estudos de pós-doutoramento na Harvard Graduate School of Design, Estados Unidos. Participa do grupo de pesquisa TOPOS: Paisagem, Projeto e Planejamento (UnB/CNPq) e outros grupos de pesquisa nacionais e internacionais (Harvard GSD, EUA; UCLouvain, KU Leuven, Bélgica; ENSA Paris-Malaquais). Atualmente, está como coordenadora do Programa de Pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – UnB.

Downloads

Publicado

2020-10-23

Como Citar

Sandoval, L. da C., Rezende, R., & Cruz, L. S. F. (2020). Brasília Contemporânea: ambiguidades e contradições da cidade vistas pelas lentes do cinema. ARS (São Paulo), 18(39), 201-223. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2020.163780

Edição

Seção

Artigos