Portal da USP Portal da USP Portal da USP

As ruas e as bobagens: anotações sobre o delirium ambulatorium de Hélio Oiticica

Moacir dos Anjos

Resumo


O artigo discute a centralidade da prática de deambular no Programa que Hélio Oiticica desenvolve a partir do início da década de 1960, embora somente ganhe maior evidência no final da década seguinte. Propõe o delirium ambulatorium como expressão mais radical do Parangolé, afirmando-o como proposta de emancipação do corpo não mais assistida por objetos e situações criados ou propostos pelo artista, mas, antes, deflagrada pelo embate direto e imediato com o mundo.


Palavras-chave


delirium ambulatorium; Hélio Oiticica; corpo; parangolé

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2012.64418

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2012 Moacir dos Anjos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.