De Rousseau ao Modernismo: ideias e práticas históricas do ensino do desenho

  • Rosa Iavelberg
  • Fernando Chui de Menezes
Palavras-chave: desenho, história do ensino, escola tradicional, escola moderna, escola contemporânea

Resumo

No presente artigo refletimos sobre a história particular do ensino do desenho – tratamos a passagem da visão tradicional à moderna e o olhar contemporâneo acerca do tema. Baseados no trabalho de pensadores como Ana Mae Barbosa, Arthur Efland, Juan Bordes e Elliot Eisner, buscamos situar e compreender as concepções que configuraram o ensino de desenho na história. Destacamos no estudo as implicações das ideias construídas historicamente no sentido de compreender e discutir os caminhos da educação em arte na contemporaneidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosa Iavelberg

Rosa Iavelberg é Profa. Dra. da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Diretora do Centro Universitário Maria Antonia (CEUMA) (2001-2004). Autora dos livros Para gostar de aprender arte (Porto Alegre: Artmed, 2003), O desenho cultivado da criança (Porto Alegre: ZOUK, 2006) e, em coautoria com L. M. Arslan, Ensino de Arte (São Paulo: Thomson, 2006).

Fernando Chui de Menezes

Fernando Chui de Menezes é mestre em artes visuais pela UNESP e doutorando pela FEUSP. É também professor de arte do Colégio Marista Arquidiocesano e autor dos livros DiálogoDesenho (São Paulo: SENAC, 2010) e Filosofia Brincante (Rio de janeiro: Record, 2010), ambos em coautoria com Marcia Tiburi.

Publicado
2013-06-30
Como Citar
Iavelberg, R., & de Menezes, F. (2013). De Rousseau ao Modernismo: ideias e práticas históricas do ensino do desenho. ARS (São Paulo), 11(21), 80-95. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2013.64458
Seção
Arte, tecnologia e novas mídias