Multisensorialidade e sinestesia: poéticas possíveis?

  • Rosangella Leote Universidade Estadual Paulista J. M. Filho. Instituto de Artes
Palavras-chave: consciência, interatividade, multisensorialidade, poética, pseudo sinestesia, sinestesia.

Resumo

Pretendo apresentar neste trabalho alguns aspectos da percepção quando esta envolve obras no uso de tecnologias emergentes, tanto para o fazer artístico, como na relação de fruição da obra. Para isto, trago conceitos de modos interativos, bem como multissensoriais, sinestésicos e pseudo sinestésicos. Observo uma problemática sobre a acepção da obra de arte, dentro desta situação poética, em especial quando ela compõe elementos lúdicos, assim como outros elementos de caráter de entretenimento. Encontro apoio para compreender esta problemática, que é de natureza transdisciplinar, em fundamentos de ordem multidisciplinar. Tento, neste discurso, apontar respostas objetivas, embora hipotéticas, uma vez que se referem a uma pesquisa em andamento. Para isto, abordo as relações entre estas figuras, sejam elas a obra, o artista e o interator. Elenco possíveis razões sistêmicas, semióticas e neurocientíficas para um tipo de aproximação entre estas partes que, desde já, coloco como imbricadas. Além disto, demonstro como certas poéticas podem encaminhar à Multisensorialidade sem envolver sinestesia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosangella Leote, Universidade Estadual Paulista J. M. Filho. Instituto de Artes
Artista/pesquisadora multimídia. Doutora em Ciências da Comunicação, é integrante dos Comitês Científicos/Editoriais: ARTECH - International Conference on Digital Arts (Portugal), CITAR – Journal of Science and Technology of the arts (PT), “BR::AC” (Barcelona Investigación: Arte y Creación”), Galáxia (SP), Tecnologia e Sociedade (PR) e Valise (RS); é membro fundador da “Associação ARTECH – Internacional” (Portugal). Líder do GIIP - “Grupo Internacional e Interinstitucional de Pesquisa em Convergências entre Arte, Ciência e Tecnologia”. É coordenadora do Programa de Pósgraduação em Artes - PPGA - Instituto de Artes da UNESP e membro eleito da Câmara Central de Pós-Graduação da UNESP. É integrante do Conselho deliberativo da ANPAP, parecerista Ad Hoc da Capes e da FAPESP. Foi bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq de 2007 a 2011. Vem trabalhando com Instalações Multimídias Interativas em conjunto com o grupo SCIArts-Equipe Interdisciplinar e atua em tecnoperformances individuais e coletivas. Coordena rede internacional de pesquisa, ligada ao GIIP, com parcerias oficiais entre UNESP e as Universidades: Barcelona (UB-ES); Vic (UVIC-ES); Javeriana (UJ - CO); Aveiro (UA - PT) além de colaborações entre os grupos de pesquisa de Brasília (UNB-BR); Goiania (UFG - BR); Santa Maria (UFSM - BR); São Paulo (USPBR); Rio de Janeiro (UFRJ - BR) e Bahia (UFBA).
Publicado
2014-12-24
Como Citar
Leote, R. (2014). Multisensorialidade e sinestesia: poéticas possíveis?. ARS (São Paulo), 12(24), 43-61. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2014.96737
Seção
Arte, tecnologia e novas mídias