(Des)tecendo os fios de uma pesquisa entre teatro, filosofia e poesia

  • Charles Valadares Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Diário de pesquisa, Fenomenologia, Manoel de Barros, Processo criativo

Resumo

Este artigo compartilha os caminhos da pesquisa que estou desenvolvendo como mestrando em Artes da Cena, na Escola de Belas-Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, revelando os bastidores do processo. Meu projeto é elaborar uma desmontagem cênica textual a partir de um trabalho cênico autoral já existente, que conversa com a poética de Manoel de Barros. A redação da dissertação terá como eixo a análise fenomenológica da dramaturgia já concebida, das produções escritas geradas ao longo do mestrado, e do diário de pesquisa confeccionado durante o processo de orientação em conversa com leituras sobre poesia, filosofia e teatro. A dissertação poderá suscitar reflexões acerca de uma prática criativa que mescle literatura e discursividade cênica, além de contribuir para a criação de trabalhos cênicos contemporâneos que tematizem a infância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Charles Valadares, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestrando da Escola de Belas Artes (EBA) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Linha de pesquisa: Artes da Cena. Orientação: Marina Marcondes Machado. Bolsista da Capes/Proex. Professor, ator e pesquisador.

Referências

BACHELARD, Gaston. A poética do devaneio. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

BARBOSA, Joaquim Gonçalves; HESS Remi. O diário de pesquisa: o estudante

universitário e seu processo formativo. Brasília: LiberLivro, 2010.

BARROS, Manoel de. Manoel de Barros: Poesia Completa.São Paulo: Leya, 2013.

BARROS, Manoel de. Memórias Inventadas - as infâncias de Manoel de Barros. São Paulo: Planeta, 2008.

CABALLERO, Ileana Diéguez. Desmontagem cênica. Rascunhos, Uberlândia, v. 1, n. 1, p. 5-12, jan./jun. 2014. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/rascunhos/ article/view/27217>. Acesso em: 08 maio. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.14393/RR-v1n1a2014-01.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 1.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1979.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 12.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

MACHADO, Marina Marcondes. O diário de bordo como ferramenta fenomenológica para o pesquisador em artes cênicas. Sala Preta, Brasil, v. 2, p. 260-263, nov. 2002.

MACHADO, Marina Marcondes. A Criança é Performer. Revista Educação e Realidade, São Paulo. P. 115 a 137. Maio/Ago 2010a.

MACHADO, Marina Marcondes. Merleau-Ponty & a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2010b.

MACHADO, Marina Marcondes. O brinquedo-sucata e a criança: a importância do brincar - atividades e materiais. 7. Ed. São Paulo: Loyola, 2010c.

MARTINS e DIEGUES. Três momentos de um gênio. In: Caros Amigos. Ano X; nº 117, p.29-33, dez.2006.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Prefácio. In: ______. Fenomenologia da percepção. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

Publicado
2019-08-29
Como Citar
Valadares, C. (2019). (Des)tecendo os fios de uma pesquisa entre teatro, filosofia e poesia. Revista Aspas, 9(1), 129-142. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3999.v9i1p129-142