O batuque nasce do coração

uma reflexão sobre a concepção de escola pública como escola de samba

  • Tiago Lazzarin Ferreira Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Coração, Arkhé, Batuque, Escola

Resumo

O presente artigo possui o objetivo de desenvolver uma reflexão sobre a concepção de escola pública análoga à ideia de escola de samba, lugar onde o batuque é um privilégio e onde o samba nasce do coração, tal como nos versos da letra da canção “Feitio de oração” composta pelos sambistas Noel Rosa e Vadico. Esta concepção foi desenvolvida a partir de uma pesquisa de doutorado realizada em uma escola pública de São Paulo, a respeito do engajamento estético de jovens estudantes do ensino médio. A pesquisa envolveu uma série de práticas musicais percussivas baseadas nas linguagens dos gêneros musicais do rap e do jazz. Com base nas proposições de Muniz Sodré sobre o princípio da Arkhé, que designa um modo de pensar segundo o todo, sugerimos uma concepção de escola como lugar do engajamento estético, onde o sentido dos gestos é intrínseco, e não exterior a si mesmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago Lazzarin Ferreira, Universidade de São Paulo

Doutor em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE-USP).

Publicado
2019-08-29
Como Citar
Ferreira, T. (2019). O batuque nasce do coração. Revista Aspas, 9(1), 154-170. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3999.v9i1p154-170