A autoridade e as didascálias: uma passagem por Corte seco, de Christiane Jatahy

  • Stefanie Liz Polidoro UDESC
Palavras-chave: autoria, auctoritas, dramaturgia

Resumo

Neste artigo pretende-se comentar as diferenças entre autoria e autoridade e a relação destas com a dramaturgia contemporânea. Para tal reflexão, optou-se pela obra Corte seco (2010), de Christiane Jatahy, e alguns apontamentos de Birkenhauer presentes no texto Zwischen Rede und Sprache, Drama und Text.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Stefanie Liz Polidoro, UDESC
Atriz, mestranda no Programa de Pós-Graduação em Teatro da Universidade do Estado de Santa Catarina, com bolsa da CAPES.

Referências

AGAMBEN, G. O que é um dispositivo? In. Outra Travessia – Revista de Pós-Graduação em Literatura (A exceção e o excesso: Agamben e Batallie), Florianópolis, n. 5. 2005. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/Outra/article/view/12576/11743>. Acesso em: 25 maio 2015.

BAUMGARTEL, S. Em busca de uma teatralidade textual performativa além da representação dramática. In: MOSTAÇO, E. et al. (Orgs.). Sobre performatividade. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2009.

BIRKENHAUER, T. Zwischen Rede und Sprache, Drama und Text. Überlegungen zur gegenwärtigen Diskussion. In: BAYERDÖRFER, H.-P. et al. (Org.). Vom Drama zum Theatertext?: Zur Situation der Dramatik in Ländern Mitteleuropas. Tübingen: Max Niemeyer, 2007. p. 15-23.

CASTRO, M. A. O acontecer poético: a história literária. Rio de Janeiro: Antares, 1982.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: o nascimento das prisões. Trad. Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1987.

HANSEN, J. A. Autor. In: JOBIM, J. L. (Org.) Palavras da crítica. Rio de Janeiro: Imago, 1992. p. 11-43.

JATAHY, C. Corte seco. 2010. Disponível em: < http://www.novasdramaturgias.com/conteudo/corte_seco_christiane_jatahy.pdf>. Acesso em: 25 maio 2015.

Publicado
2015-06-29
Como Citar
Polidoro, S. (2015). A autoridade e as didascálias: uma passagem por Corte seco, de Christiane Jatahy. Revista Aspas, 5(1), 119-129. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/89652