Fundamentos da atuação

  • Richard Boleslavski
  • Tradução: Matheus Cosmo da Silva Dias Universidade de São Paulo
Palavras-chave: atuação, Boleslavski, teatro norte-americano

Resumo

Tradução inédita de um texto pouquíssimo conhecido e divulgado, escrito por Richard Boleslavski, importante figura no cenário teatral americano da primeira metade do século XX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Richard Boleslavski

Richard Boleslavski nasceu em 1887, na Polônia. Anos mais tarde, mudou-se para a Rússia, onde se tornou figura importante por conta do Teatro de Arte de Moscou e, especialmente, do Primeiro Estúdio, em que dirigiu a primeira de suas produções, traduzida como O Naufrágio do Esperança. Principalmente por conta da Primeira Guerra, viajou para vários lugares do mundo, sempre ligado às artes cênicas, até chegar aos Estados Unidos, onde foi contratado por uma empresária casada com um advogado então bastante famoso. Lá, cuidou de disseminar as propostas stanislavskianas, por meio de palestras, e também formulou e desenvolveu um modelo de atuação com base em seus próprios questionamentos frente à realidade material em que se encontrava. Em 1923, fundou o Laboratory Theatre – que, dois anos depois, passou a se chamar American Laboratory Theatre –, espaço onde, junto com Maria Ouspenskaya, atriz também egressa do Teatro de Arte de Moscou, lecionou e ministrou muitas palestras. Vítima de infarto fulminante, Boleslavski morreu em 1937, mas boa parte dos seus apontamentos repercutiu em futuros diretores e atores, como Lee Strasberg e Stella Adler.

Tradução: Matheus Cosmo da Silva Dias, Universidade de São Paulo
Estudante de Letras da Universidade de São Paulo, com habilitação em Português e Linguística, e autor de um projeto de pesquisa intitulado “As seis lições de Richard Boleslavski: um caminho para atuação”, orientado pela Profa. Dra. Maria Sílvia Betti e financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).
Publicado
2015-06-30
Como Citar
Boleslavski, R., & Dias, T. M. (2015). Fundamentos da atuação. Revista Aspas, 5(1), 25-33. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/89953